Futebol

Jogador campeão olímpico é acusado de não querer registrar filha

Atleta está com casamento marcado para dezembro deste ano, em Salvador

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O jogador Walace Souza, que atua como volante e foi campeão olímpico com a seleção brasileira na Rio-2016, é acusado pela estudante Priscila Santana de não querer assumir a paternidade de uma criança fruto da relação entre os dois.

Walace, que está com casamento marcado para o mês de dezembro, teria se envolvido com a modelo em novembro do ano passado, de acordo com a colunista Fábia Oliveira, do portal O Dia. Eles teriam ficado poucas vezes e, dois meses após o último encontro, a mulher descobriu uma gravidez. Após realizar exame em junho e testar positivo, Priscila tenta que Walace assuma a paternidade.

Foto: Reprodução/Instagram

"Walace é uma pessoa muito difícil pois ele está se escondendo. Ele mente muito. Não dá para saber o que é verdade, pois na noite que o conheci, ele me disse que era solteiro. Por isso aceitei ter o relacionamento com ele. Mesmo com o DNA positivo ele contratou uma advogada para pedir um novo exame e conseguir empurrar com a barriga para o tempo passar. Eles pedem um novo exame, mas até agora ele não veio ao Brasil para repetir o teste de paternidade", disse Priscila ao portal O Dia.

A estudante ainda contou que teve dificuldades financeiras durante a gestação e que Walace não procurou a filha em nenhum momento, seja durante ou após a gestação.



Além disso, Priscila disse ao O Dia que o jogador chegou a sugerir que ela não tivesse a filha. "Ele me bloqueou de todos os meios que eu tinha de me comunicar com ele. A única coisa que ele sabia fazer era pressão psicológica para eu fazer um aborto quando eu estava com 7 meses de gestação. Ele me propôs fazer uma cirurgia e tirar, pois segundo ele, a criança acabaria com sua vida pessoal", contou.

Walace está com casamento marcado com Camila Trindade, que acontecerá em Salvador. O casal tem dois filhos.