Futebol

Jogador ex-Atlético-MG é condenado por estuprar afilhada

Meia teria realizado abusos entre os anos de 2012 e 2016

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O meia atacante argentino Jonathan Fabbro, de 37 anos, foi condenado nesta quinta-feira (29) a 14 anos de prisão por abusar sexualmente da afilhada.

Foto: Atlético/Divulgação

Fabbro, que se naturalizou paraguaio, teria cometido cinco atos de abuso contra a menina entre os anos de 2012 e 2016, de acordo com o jornal argentino Clarín. NO primeiro deles, a vítima tinha apenas cinco anos. Ele estava detido desde maio do ano passado.

O jogador atuava em uma equipe do México quando a prisão aconteceu. Segundo informações do jornal argentino, o irmão da vítima descobriu conversas existentes entre o jogador e a menina, que confessou os abusos sofridos.



Jonathan Fabbro atuou no Atlético-MG no ano de 2006, quando os mineiros estavam na segunda divisão. Ele fez apenas quatro jogos com a camisa alvinegra. O jogador é também marido da modelo Larissa Riquelme, que ficou conhecida na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Ver essa foto no Instagram

Feliz de tenerte a mi lado mi amor ❤️ @laririquelmeoficial

Uma publicação compartilhada por Jonathan Fabbro (@jonathanfabbro) em