Futebol

Jogador usa cântico homofóbico para provocar rival após conquista de título; assista

Fellipe Bastos resolveu colocar mais mais na fogueira em vídeo que circula nas redes sociais

Agência O Globo

O Vasco venceu o Fluminense por 1 a 0 e conquistou a Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. Depois de muita polêmica e confusão da torcida com a polícia, Fellipe Bastos resolveu colocar mais mais na fogueira ao ironizar o rival ainda no campo do Maracanã, onde aconteceu o clássico.

Um vídeo circula nas redes sociais, o volante do Vasco aparece cantando um grito homofóbico contra o Tricolor carioca. Primeiro, o jogador puxa o coro de “Série C do c… Tomar no c…” para depois começar começar a cantar um grito homofóbico: “Time de veado”.

Esta foi a segunda vitória do Vasco contra o Fluminense nesta temporada. A primeira, também por 1 a 0, aconteceu na última rodada da primeira fase da Taça Guanabara, quando ambos estavam no mesmo grupo.

Mas a final do primeiro turno de 2019 ficará marcada na história do futebol carioca. Não por questões estatísticas ou pelo enredo do título invicto do Vasco, que venceu o Fluminense por 1 a 0, neste domingo, no Maracanã, com gol de Danilo Barcelos. Mas pela vaidade de dirigentes dos dois clubes sobre a polêmica do setor Sul do estádio, que manchou a festa nas arquibancadas, vazias até os 30 minutos do primeiro tempo.

O improviso nas ações em consequência de uma ordem judicial que obrigava a partida acontecer com os portões fechados deixou um clima de tensão fora do estádio, o que provocou confusão entre policiais e torcedores. No fim, a Justiça reviu a decisão e 29 mil torcedores estiveram presentes na partida.