Esportes

Jornalistas reclamam da área de imprensa no Parque Olímpico

No centro de mídia há apenas uma área destinada a alimentação com água, café e chá

Agência O Globo
- Atualizada em
Jornalistas que trabalham no Rio Media Center, localizado no Parque Olímpico da Barra da Tijuca, estão preocupados com as condições de trabalho no local. De acordo com a Associação Internacional de Imprensa Esportiva, os serviços de alimentação e de bebidas são insuficientes.

"Mais de 5.000 jornalistas irão trabalhar aqui e se há uma coisa que eles não gostam é de sentir fome”, disse Gianni Merlo, presidente da associação.

No centro de mídia há apenas uma área destinada a alimentação com água, café e chá, o que seria incapaz de suportar os milhares de profissionais que ficarão no local.

Em uma carta ao presidente do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, o presidente da associação disse: “A água não é suficiente. As garrafas d’água, café e chã simplesmente não são servidas em quantidades adequadas. Também não há nenhum local no centro de mídia que ofereça comida”, escreveu Merlo, que considerou a situação inaceitável.

“Estamos sendo tratados como cidadãos de segunda classe”, afirmou ele. “A situação é muito diferente do que foi apresentado no âmbito da preparação para os Jogos. Nos disseram que haveria vários pontos de venda de alimentos e bebidas e que seria fornecido especialmente para o uso da imprensa”, finalizou.

O Comitê Organizador dos Jogos foi consultado sobre as críticas, mas ainda não se pronunciou sobre o caso.