Copa 2018

Lesão de Douglas Costa deixa comissão técnica de Tite na berlinda

Um adversário invisível e que coloca em xeque o trabalho preparado durante meses visando a conquista do título mundial

Bruno Marinho, da Agência O Globo

Desde que se reuniu na Granja Comary, em Teresópolis, que a seleção brasileira vive às voltas com as lesões de jogadores. O estiramento muscular de Douglas Costa durante a partida contra a Costa Rica é o quarto caso com que a comissão técnica e o departamento médico precisam lidar na preparação e na disputa da Copa do Mundo. Um adversário invisível e que coloca em xeque o trabalho preparado durante meses visando a conquista do título mundial.

Foto: Divulgação/CBF
O primeiro caso mais grave foi o de Renato Augusto e as circunstâncias em que ocorreu é que chamam a atenção. Depois da partida contra a Suíça, na estreia da Copa, o jogador admitiu que um excesso de carga ainda na primeira semana de treinos da seleção, em Teresópolis, foi responsável pela inflamação no joelho direito do meia. Nem mesmo o novo Centro de Excelência, orçado em R$ 17 milhões, e inaugurado justamente na preparação do grupo de Tite, foi suficiente para evitar a falha na avaliação das condições físicas de Renato, que já tinha se apresentado com dores e perdido os dois últimos jogos de seu clube, o Beijing Guoan.

O segundo problema foi o de Fred. Com a determinação de Tite para que os jogadores não se poupassem nos treinos, Casemiro acertou uma pancada no jogador contratado pelo Manchester United no período em que a seleção ficou concentrada nos arredores de Londres.

A entrada violenta tirou Fred dos treinos com o grupo por uma semana. O meia vinha trabalhando bem até o o problema. Depois disso, o treinador repetiu em algumas entrevistas que a ordem era de que o grupo mantivesse a intensidade nos treinos, mesmo sob risco de lesão.

Nos últimos três dias, vieram mais dois problemas. Danilo foi chutar uma bola no treino de quinta-feira, um dia antes do jogo contra a Costa Rica, e sofreu uma lesão muscular na região dos glúteos. O lateral-direito não tem previsão de quando volta aos treinos. Dependendo de até onde a seleção for no Mundial, não jogará mais na Rússia.

Douglas Costa foi o último a ter problema e é um caso também emblemático. Com histórico de lesões que o prejudicou tanto nos clubes quanto na seleção brasileira, foi convocado mesmo assim, depois de boa temporada na Juventus. Entretanto, o jogador já se apresentou com problema na coxa esquerda. Ele perdeu a primeira semana de treinos em Teresópolis, se recuperou do estiramento, mas sofreu outro, agora na coxa direita. Com a Copa em andamento, tem ainda menos chances de voltar a disputar o Mundial que Danilo.