Mais Esportes

Lutador morre após sofrer traumatismo cranioencefálico durante combate

Irmã de Rafael Beiton, de 35 anos, comunicou o caso para a polícia e disse que Rafael sentiu um mal súbito depois da luta

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
Um lutador de kickboxing morreu na noite da última segunda-feira (11), depois de participar de uma luta em Mogi das Cruzes, São Paulo. A causa da morte foi traumatismo cranioencefálico. As informações são do G1 Mogi das Cruzes e Suzano.
Aos 31 anos, Rafael Beiton morava em Recife e estava em Mogi das Cruzes para participar do torneio Ichiban de Kickboxing no último domingo (10).
Foto: Reprodução/Facebook
De acordo com a organização do evento, "o Ichiban Kickboxing é supervisionado pela Confederação Brasileira de Kickboxing e seguiu todas as exigências nacionais e legais. O atleta Rafael Beiton passou mal momentos após a luta e foi prontamente atendido pelos socorristas, médico e levado pela ambulância ao pronto-atendimento. No momento estamos ao lado da família auxiliando os trâmites para fazer a transferência para Recife onde será o velório e sepultamento no cemitério Santo Amaro."
A irmã de Rafael, de 35 anos, comunicou o caso para a polícia e disse que o irmão sentiu um mal súbito após o combate e foi socorrido para um hospital. Segundo o boletim de ocorrência, Rafael foi diagnosticado com traumatismo craniocefálico e foi internado. Porém, o atleta morreu por volta das 21h30.
A Polícia Civil pediu que o corpo do rapaz passasse por um exame necroscópico.