Esportes

Mascote paralímpico supera Vinícius em número de vendas

No início do megaevento esportivo, a versão pequena (30 cm) era vendida por R$ 115. Agora custa R$ 100. Vinícius baixou de R$ 115 para R$ 80

Agência O Globo
- Atualizada em


Tom deslanchou. Se, durante os Jogos Olímpicos, ele ficou meio escondido, à sombra de Vinícius, seis dias após o início da Paralimpíada a situação se inverteu. Segundo a diretora de Licenciamento e Varejo do Comitê Rio-2016, Sylmara Multini, a venda do boneco está 10% acima do esperado.

— Agora é a vez dele. Acreditamos que o que impulsionou as vendas foi o fato de os atletas ganharem um boneco do Tom junto com as medalhas. Ele faz sucesso principalmente com as crianças — diz Sylmara.

Na Megastore Rio-2016 do Parque Olímpico, na Barra (aberta até o dia 18) e em Copacabana (até dia 30), o produto está em promoção. No início do megaevento esportivo, a versão pequena (30 cm) era vendida por R$ 115. Agora custa R$ 100. Vinícius baixou de R$ 115 para R$ 80.

Nas lojas da Saara, no entanto, Tom não faz tanto sucesso. O boneco é vendido por R$ 89,90, mas Vinícius, em promoção, está saindo por R$ 49,90.

— Se hoje o preço das duas mascotes fosse o mesmo, estariam vendendo a mesma coisa. Mas, como o Vinícius está custando a metade, ele está saindo mais — diz Luis Bloomberg, sócio-proprietário da loja oficial Dimona, que venderá produtos relacionados aos Jogos até 31 de dezembro.