Futebol

Não é replay: Balotelli é vítima de racismo na Itália: 'Tenham vergonha'

Atacante ouviu cânticos de torcida adversária em partida pelo campeonato italiano

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O atacante Mario Balotelli voltou a ser vítima de racismo durante uma partida de futebol. Dessa vez, a torcida da Lazio foi responsável pelos gritos e ofensas ao atacante italiano, durante jogo entre a própria Lazio e o Brescia, time so "Super Mario".

Balotelli sinalizou ao árbitro que foi xingado por torcedores do time da casa em dois momentos, e a partida foi paralisada durante alguns minutos com cerca de meia hora da primeira etapa.



O sistema de som do estádio da Lazio fez um anúncio contra os cânticos racistas. Torcedores do Brescia presentes no jogo aplaudiram e gritaram o nome do atacante, que havia marcado o gol da equipe aos 18 minutos. Além disso, o técnico do time da casa, Simone Inzaghi, também pediu aos torcedores para pararem com os cânticos ofensivos a Balotelli.

O jogador se posicionou sobre o caso, como é de costume. Em suas redes sociais, ele lamentou a derrota sofrida (a Lazio virou o jogo após a retomada da partida) e criticou os torcedores que praticaram o ato racista contra ele. "É uma derrota que dói mas vamos voltar mais fortes, estamos no caminho certo. Torcedores da Lazio presentes hoje no estádio, tenham vergonha", disse no post.



A temporada europeia, em especial a italiana, tem sido marcada por diversos atos racistas. O atacante Romelu Lukaku, o brasileiro Dalbert e o volante Kessié foram algumas das vítimas de racismo por parte de torcedores italianos durante a temporada 2019/2020. O próprio Balotelli já teve outros casos nos últimos seis meses.

Caso anterior ao da Lazio, o Verona foi punido por racismo contra Super Mario e terá que jogar com parte da arquibancada fechada. O time do norte da Itália foi um dos poucos a receber punição do tribunal da Serie A.