Futebol

Neymar diz não concordar com fama de cai cai na Copa: 'Eu não simulei em momento nenhum'

Jogador do Paris Saint-Germain falou também sobre o interesse do Real Madrid em seu futebol

Agência O Globo
O craque Neymar não conquistou a Copa do Mundo com a seleção brasileira em 2018 e ainda deixou a Rússia com fama de cai cai. Bom, ele não concorda com isso. Em entrevista ao programa da TV francesa “Canal Football Clube”, ele falou sobre o assunto.
“As críticas foram interessantes. A partir do momento que você não ganha, as críticas começam a aparecer. Sofri muitas faltas na Copa do Mundo. Se vocês pegarem os lances, todas foram faltas. Eu não simulei em momento nenhum, apenas sofri as faltas. A marcação foi dura porque tinha que ser dura. Porque se me deixar sozinho, vou fazer acontecer algo para a minha equipe. Então, recebi uma crítica que eu não concordei. Mas eu respeito. Hoje, se fala muito disso, no que aconteceu. Mas foi o que eu falei. Se falam, é porque é o Neymar. Tudo com o Neymar é muito alto, é o dobro. Todas as notícias vão ser maiores. Sempre duela negativo com positivo... E eu tenho saber que lidar com essa situação”, disse Ney.
O jogador do Paris Saint-Germain falou também sobre o interesse do Real Madrid em seu futebol.
“A especulação existe a qualquer momento com o meu nome. Desde que eu me tornei jogador profissional, sempre enfrentei especulações de sair para outros clubes, mas nada concreto. A partir do momento em que tiver algo concreto, podem ficar tranquilo, porque falarei com todos. Sou homem para assumir essas coisas e sou bem claro quanto a isso também”, disse.
Só o que ele tem na cabeça, neste momento, é conquistar a Champions League com o PSG.
“Tem que crescer no momento certo da competição, e o momento certo é agora, são as fases finais. Tem que estar bem preparado, tem que estar unido, bem fisicamente para não só atacar, como defender também, que é o mais importante. A gente está no caminho certo”, analisou.
Por fim, falou sobre a boa relação que construiu com o técnico alemão Thomas Tuchel.
“(Tenho com Tuchel) Uma amizade, mas, ao mesmo tempo, um respeito muito grande. Eu o respeito como meu treinador, e, quando a gente tem que conversar, conversa. Desde a primeira vez em que a gente se falou, eu peguei um carinho muito grande por ele. Quando você tem um carinho muito grande pelo treinador, você dá a vida dentro de campo. Farei o possível para torná-lo vencedor”, finalizou.