Futebol

No retorno de Neymar ao PSG após quase seis meses, equipe conquista Supercopa da França

Como se reapresentou ao time apenas nesta semana, o técnico Thomas Tuchel preferiu deixar Neymar no banco

Agência O Globo
- Atualizada em

Com Neymar jogando apenas 15 minutos, e sem Mbappé e Cavani, quem brilhou na conquista da Supercopa da França pelo PSG neste sábado na China foi o argentino Di Maria. Ele marcou dois gols na goleada por 4 a 0 contra o Monaco. Os outros foram dos atacantes Weah e Nkunku. Foi a sexta vez seguida que o time de Neymar e Thiago Silva, atual campeão da Liga e da Copa, conquistou a Supercopa da França, e também a oitava na história, o que faz do PSG o maior vencedor da competição, ao lado do Lyon.

Como se reapresentou ao time apenas nesta semana, o técnico Thomas Tuchel preferiu deixar Neymar no banco, só entrando aos 30 do segundo tempo. Com atuação tímida, viu Verratti e Di María construírem o quarto gol da equipe. A última vez que o brasileiro havia defendido as cores do PSG foi em fevereiro, quando se lesionou.

Foto: Reprodução
Os 30 primeiros minutos foram de equilíbrio, com boas chances das duas partes. Só que uma cobrança de falta impecável de Di María, mudou o jogo aos 33. Depois disso, o PSG controlou totalmente o adversário, merecendo a goleada.