Mais Esportes

OMS divulga orientações para quem irá assistir a Olimpíada do Rio

O órgão fez questão de ressaltar que os atendimentos pelo SUS são gratuitos inclusive para estrangeiros

Redação Correio 24h

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou nesta terça-feira (21) novas recomendações para trabalhadores da área de saúde e autoridades para segurança de pessoas que irão para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro, que acontecem entre os meses de agosto e setembro. Além do Rio, Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Salvador e São Paulo também receberão provas.Segundo a OMS, os viajantes devem tomar o máximo cuidado possível para diminuir a probabilidade de contrair doenças ou sofrerem acidentes. O órgão fez questão de ressaltar que os atendimentos pelo Sistema Único de Saúde brasileiro (SUS) são gratuitos inclusive para estrangeiros.Sobre o vírus da Zika, a OMS recomenda que grávidas não viajem para as áreas onde a doença esteja circulando. Para as autoridades de saúde do Brasil, o órgão recomenda que sejam fornecidas informações atualizadas sobre potenciais complicações da doença e medidas para reduzir o risco de infecção. Entre elas, prevenir picadas de mosquito e praticar sexo seguro.No documento, a agência mencionou ainda precauções para evitar doenças causadas pela falta de higiene no consumo de alimentos e bebidas e por conta da poluição das águas. Segundo a OMS, a qualidade de águas classificadas como recreativas, incluindo locais onde haverá eventos dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, tem sido "abaixo do padrão" devido à contaminação com esgoto.Outro ponto abordado foi a questão da violência no Brasil e os acidentes de trânsito, que seriam a principal causa de morte entre viajantes com menos de 55 anos. A OMS também menciona deslizamento de terras e inundações, e defende que os visitantes estejam conscientes da presença de animais peçonhentos.

Correio24horas