Esportes

Padre que impediu medalha de ouro para Vanderlei em Antenas diz que ficou com raiva ao vê-lo acender a pira

Durante a conversa, Horan disse que não se arrepende do que fez: "até meu mestre Jesus Cristo foi agressivo"

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Cornelius Horan – padre que impediu a medalha de ouro para Vanderlei Cordeiro de Lima nos Jogos Olímpicos de Antenas – afirmou que ficou com raiva ao ver o ex-atleta acender a pira.  “Quando eu o vi com meus próprios olhos, fiquei com muita raiva. Eu olhei para Vanderlei e pensei: ‘Você não seria a estrela que é se não fosse por mim'”, disse ele em entrevista ao jornal americano The New York Times.

Durante a conversa, Horan disse que não se arrepende do que fez e falou: “O que digo é agressivo a Vanderlei. Mas até meu mestre Jesus Cristo foi agressivo em suas palavras quando necessário”, falou o padre.

Atualmente com 47 anos, Vanderlei foi o grande homenageado da abertura dos Jogos Olímpicos. Ainda no ano da Olimpíada de Atenas, o ex-atleta recebeu a medalha Pierre de Coubertin, a maior condecoração concedida pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).