Futebol

Palmeiras repudia agressão e xingamentos à esposa do volante Bruno Henrique

Após empate de um a um com Athletico-PR, mulher do jogador foi xingada e empurrada por torcedores palmeirenses

Agência O Globo
- Atualizada em

Ao término da partida do último domingo, que estabeleceu o empate de Palmeiras e Athletico-PR, na Arena da Baixada, a mulher do jogador Bruno Henrique foi cercada, xingada e empurrada por torcedores palmeirenses.

Foto: reprodução/Instagram

Nesta segunda-feira, dia em que o volante palmeirense completa 30 anos de idade, o clube paulista se pronunciou em nota, repudiando o ato de agressão à Bhel Dietrich.

" A Sociedade Esportiva Palmeiras repudia veementemente o deplorável e constrangedor episódio ocorrido na saída do estádio neste domingo (20), após a partida contra o Athletico-PR, em Curitiba, envolvendo a esposa do jogador Bruno Henrique e sua família.

É inadmissível que aconteçam situações lamentáveis envolvendo ataques de supostos torcedores a atletas, comissão técnica, dirigentes e seus familiares. O clube está dando todo o suporte necessário ao jogador e sua família. "



O ato agressivo por parte da torcida alviverde contra Bruno Henrique não é inédito, já que em setembro um vídeo do jogador acompanhado de sua mulher viralizou nas redes sociais. No vídeo em questão, o casal é abordado por um torcedor que critica Bruno Henrique por seu desempenho em campo. Bel Dietrich então, inicia uma discussão com o torcedor em defesa do marido.