Futebol

Palmeiras vence o Vasco em São Januário e é campeão brasileiro de 2018

Time paulista tem trabalho contra o cruz-maltino, mas conquista o décimo título da Série A

Agência O Globo

Chega de adiamentos. O título de campeão brasileiro de 2018 tem um dono: o Palmeiras. Com uma campanha de respeito, de um time que alcançou a 22ª rodada seguida sem perder, a equipe paulista faturou pela décima vez o troféu mais importante do país. A confirmação se deu neste domingo, com a vitória sobre o Vasco, por 1 a 0, com um gol do atacante Deyverson.

Para o vascaíno, um sentimento paradoxal de saber que o placar ainda o mantém sob ameaça de rebaixamento, mas, ao mesmo tempo, sepulta as pretensões do maior rival, o Flamengo.

Assim, o jogo contra o Vitória, na rodada final, será de festa para os palmeirenses. Já o Vasco visitará o Ceará, em Fortaleza.

Quando o imponente alviverde surgiu no gramado de São Januário, já se sabia que a tarde poderia ser histórica. A vantagem de cinco pontos sobre o principal perseguidor dava uma tranquilidade que trazia consigo uma ansiedade para acabar com qualquer ameaça matemática ao título.

Por conta disso, explica-se a dificuldade de dar fluência ao jogo, sobretudo porque o Vasco dificultou as ações, segurando-se enquanto deu. Mas Depois de um primeiro tempo truncado, o talento de Dudu abriu um clarão na defesa vascaína. O passe daquele que tem tudo para receber os louros de melhor jogador da competição deu um passe que deixou Willian muito bem posicionado para escorar em direção ao meio da área. Lá, a bola encontrou o atacante Deyverson, que fez o gol do título.

- Parabéns para o grupo. Eu recebi muita crítica, tive polêmica e o grupo nunca me abandonou - agradeceu o atacante.

O Palmeiras conquistou seu décimo título de campeão brasileiro com a força da grana de seu patrocinador, que reuniu titulares e reservas com vaga em qualquer clube da Série A, e com o pragmatismo de Luiz Felipe Scolari, que herdou um elenco desarticulado e construiu um sistema de jogo direto e sem requintes, mas vencedor. Desde que o técnico gaúcho voltou à Academia de Futebol no bairro da Barra Funda, o Palmeiras não perdeu mais no torneio nacional.

Herdeiro da equipe de Roger Machado que, em 15 rodadas, sofreu 15 gols e quatro derrotas, o desempenho alviverde de Felipão é demolidor. Em sua casa, a Arena Palmeiras, ganhou todas. Criou-se uma máquina de vencer, alheia às oscilações de Flamengo, São Paulo e Internacional, os líderes passageiros do certame.


Os maldosos dirão que faltou show; de fato, o Palmeiras só conseguiu uma goleada na rodada passada, contra o América-MG. E daí? No Campeonato Brasileiro com a pior média de gols da era dos pontos corridos (desde 2003), quem pode ensinar o Palmeiras a vencer mais e melhor?