Futebol

Procurador tem até quinta-feira para formular denúncias do BaVi

Se prazo for cumprido, julgamento de envolvidos pode acontecer na terça-feira (27)

Vitor Villar, do Correio 24 horas (vitor.villar@redebahia.com.br)

A súmula do Ba-Vi do último domingo (18), no Barradão, chegou nesta terça-feira (20) às mãos da Procuradoria do Tribunal de Justiça do Futebol da Bahia (TJD-BA). Agora, o órgão tem até a quinta-feira (22) para formular as denúncias em relação à partida.

O procurador Hermes Hilarião foi o sorteado para cuidar do caso. Ele terá a missão de formular todas as denúncias cabíveis, “seja em relação aos atletas dos times, outras pessoas em campo ou até mesmo em relação aos próprios clubes”, explicou em contato com o CORREIO.

Expulsões e fim da partida serão analisados por procurador (Arisson Marinho / CORREIO)

Será dele, portanto, a responsabilidade de formular ou não uma denúncia se considerar que o Vitória forçou a expulsão de Bruno Bispo a fim de interromper a partida. “Não posso confirmar a essa altura se teremos uma denúncia em relação aos clubes, mas do ponto de vista legal terei que apreciar isso também”, disse.

Hilarião confirmou que não utilizará apenas a súmula elaborada pelo árbitro Jailson Macedo de Freitas, e que deve solicitar as imagens da transmissão da partida pela televisão. Sendo assim, pode inclusive formular denúncias contra jogadores e profissionais que não foram citados pelo árbitro.

“O tribunal não pode ficar restrito à análise apenas do que viu o árbitro da partida. É importante observar as imagens, inclusive porque pode ocorrer equívocos por parte da arbitragem. Então esses vídeos serão analisados também”, confirmou Hilarião.

Em relação à leitura labial elaborada pelo Globo Esporte do que disse o técnico Vagner Mancini, o procurador explicou que também pode utilizá-la, mas não confirmou a sua inclusão: “Ouvi comentários de que existe essa leitura labial. Eu vou ser muito sincero, não analisei ainda se vou utilizá-la. Mas posso analisar os vídeos de maneira geral, até porque foram fatos públicos e que foram inclusive transmitidos ao vivo”.

Julgamento

Segundo Roberto Almeida, secretário-geral do TJD-BA, se a denúncia for entregue até o dia 22, o julgamento em uma das comissões disciplinares do tribunal deve acontecer já na próxima terça-feira (27). Antes, haverá o prazo para apresentação de defesa dos envolvidos.

O procurador Hermes Hilarião, no entanto, pode solicitar diligências, aumentando o prazo para, por exemplo, analisar imagens de televisão.

O julgamento na comissão disciplinar será feito por cinco auditores do TJD-BA. Se houver recurso, ele vai para o pleno do órgão. Em caso de novo recurso, irá para o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).