Futebol

Reiner, Gaich e boliviano: jornal espanhol mapeia próximas joias do futebol sul-americano

Revelações são alvo de cobiça por parte dos clubes estrangeiros

- Atualizada em

O Pré-Olímpico Sul-Americano sub-23 está rolando na Colômbia e, com ele, jovens jogadores estão sendo observados por olheiros do mundo inteiro. São jóias do futebol mundial que, se já não assinaram com grandes clubes, estão prestes a receber alguma proposta. Tamanha expectativa gera, inclusive, grande audiência e diversos Top bônus de apostas esportivas.

A competição, é bom lembrar, dá vaga para a disputa dos Jogos Olímpicos de 2020. O Brasil, aliás, é o atual campeão olímpico no futebol masculino, com a vitória em pleno Estádio do Maracanã, há quatro anos, diante da Alemanha, nos pênaltis. Um dos favoritos, a equipe comandada por André Jardine tem em seu elenco nomes conhecidos do público brasileira, como o meia Pedrinho, do Corinthians, o volante Bruno Guimarães, do Athletico Paranaense, e o atacante Paulinho.

Mas, nem só de craques brasileiros vive o atual Pré-Olímpico. Por isso, o jornal espanhol Marca listou algumas das promessas que estão desfilando pelos gramados colombianos. Confira abaixo!

Argentina: Adolfo Gaich

O atacante do San Lorenzo é o principal jogador da equipe albiceleste. Depois de um 2019 em que ele foi o artilheiro das equipes juvenis, ele é um dos jogadores mais experientes do elenco. Aos vinte anos, ele está avaliado em 12 milhões de euros. Seu nome já foi especulado no Club Brugge, da Bélgica.

Bolívia: Henry Vaca

Apelidado de “Messi boliviano”, Vaca é um atacante rápido e habilidoso, que pertence ao Universitário, do Peru. Mesmo jovem, ele já atuou pela seleção principal boliviana, em 2018, em um amistoso contra a Arábia Saudita.

Brasil: Reinier
Uma das principais revelações do futebol brasileiro, o jovem de 18 anos foi contratado pelo Real Madrid por 30 milhões de euros, junto ao Flamengo. Com futuro promissor, é apontado como possível substituto de Toni Kroos no time titular merengue.

Chile: Gabriel Suazo
Apontado como substituto de jogadores importantes na seleção principal chilena, como Vidal e Aránguiz, Suazo já é uma das estrelas do meio-campo do Colo Colo, o maior clube do Chile. 

Colômbia: Jorge Carrascal

Dizem que, desde que o apelido de “Neymar colombiano” foi retirado, Carrascal cresceu no River Plate, com muito destaque no último semestre sob o comando do técnico Marcello Gallardo. É, sem dúvida, a peça mais importante do elenco colombiano. 

Uruguai: Diego Rossi

O atacante de 22 anos marcou 16 gols na Major League Soccer, o campeonato de futebol disputado nos Estados Unidos. Aos 21 anos e jogando no Los Angeles FC, o atleta é, sem dúvida, um dos atletas mais promissores no país de Luis Suárez e Diego Forlán. 

Paraguai: Jesús Medina 

Foi campeão nacional pelo Libertad e, com isso, chamou a atenção do New York City FC, da MLS,  que pertence ao Manchester City, da Inglaterra. Habilidoso e apontado por alguns jornalistas como um jogador “charmoso”, é o principal nome da seleção guarani. Segundo o Transfer Market, ele está avaliado em 1 milhão de euros.