Copa 2018

Repórter da CBF TV é mais uma vítima de assédio na Rússia

Em sua rede social, jornalista disse que sofreu assédio pela terceira vez neste Mundial

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

A repórter Laura Zago, da CBF TV, foi mais uma profissional a sofrer assédio na Copa do Mundo da Rússia. Um torcedor tentou beijar Laura enquanto ela gravava antes do jogo entre Brasil e Sérvia, na última quarta-feira (27).

A CBF publicou uma imagem neste sábado (30) e um texto da jornalista. No depoimento, a repórter disse que essa foi a terceira vez que um episódio do tipo aconteceu com ela na Rússia.

Este não foi o primeiro caso de assédio no Mundial da Rússia. A repórter Júlia Guimarães, da Rede Globo, também foi vítima no último domingo (24), quando um torcedor tentou beijá-la