Futebol

Santos é punido e 'perde' jogo contra Independiente por 3 a 0

Conmebol considerou irregular escalação do meia Sánchez em jogo pela Libertadores

Agência O Globo

A Conmebol decidiu punir o Santos, nesta terça-feira, por conta da escalação do volante uruguaio Carlos Sánchez na partida de ida das oitavas de final da Libertadores contra o Independiente, na Argentina. Segundo a avaliação da Conmebol, que recebeu uma denúncia do clube argentino, Sánchez estava suspenso por conta de uma expulsão em 2015, quando ainda defendia o River Plate.

A decisão da Conmebol foi de dar a vitória de 3 a 0 para o clube argentino na partida que terminou com o placar de 0 a 0, em Avellaneda. Nesta terça-feira, no jogo de volta, no Pacaembu, o Santos precisará vencer por 3 a 0 para levar a decisão para os pênaltis ou vencer por quatro ou mais gols de diferença para conquistar a vaga diretamente.

ENTENDA O CASO
O meia uruguaio Carlos Sánchez, do Santos, foi expulso em uma partida da Copa Sul-Americana em 2015, quando ainda defendia o River Plate. Ele foi suspenso por três jogos, e posteriormente anistiado para uma partida, que não foi cumprida em nenhuma competição da Conmebol.

Sánchez deveria, portanto, cumprir a suspensão no jogo contra o Independiente. O Santos, porém, alegou que consultou o sistema oficial e eletrônico da Conmebol, que dava condições de jogo ao uruguaio.