Mais Esportes

Schumacher "voou" 10m em acidente e bateu a cabeça em duas pedras, diz jornal

De acordo com a investigação, o ex-piloto estava 4,5 m fora da pista. As informações são do periódico alemão Bild

Redação Correio24h
- Atualizada em

Michael Schumacher foi catapultado no momento em que sofreu um acidente de esqui, no último dia 29 de dezembro. De acordo com o jornal alemão Bild, que teve acesso aos relatórios de investigação do caso, o alemão foi arremessado por mais de 10 metros após bater a cabeça pela primeira vez em uma pedra. Em seguida, o ex-piloto bateu o lado direito da cabeça em uma segunda rocha, o que fez com que seu capacete quebrasse ao meio.

Schumacher, que estava apenas 4,5m fora da pista de esqui, sofreu várias lesões cerebrais por conta do acidente e está em coma no Centro Universitário Hospitalar de Grenoble, na França. O ex-piloto, que passou por duas cirurgias para controlar a hemorragia e reduzir a pressão intracraniana e chegou a ficar em coma induzido, mas teve os sedativos retirados.

A família do ex-piloto aguarda que ele acorde espontaneamente do coma, o que não aconteceu ainda. Os médicos do ex-atleta garantem que não há uma previsão de tempo para que o alemão desperte e informaram que o processo pode durar muitos meses, mas aconselham que os parentes do heptacampeão mundial conversam diariamente com ele, já que há uma possibilidade - não reconhecida pela medicina - de que isso ajude a estimular o cérebro do paciente.

Schumacher, que completou 45 anos de idade no início de janeiro, estava com o filho de 14 anos no momento do acidente, que aconteceu na estação de Méribel, na França. No momento da queda, o alemão estava em uma região fora da pista original. 




Matéria original: Correio24Horas

Schumacher "voou" 10m em acidente e bateu a cabeça em duas pedras, diz jornal