Futebol

Seleção brasileira inicia hoje, contra os Estados Unidos, o novo ciclo com Tite

Até então, a trajetória de 25 jogos na seleção só tinha uma derrota

Igor Siqueira, da Agência O Globo
- Atualizada em

A eliminação da seleção na Copa do Mundo se concretizara minutos antes. Tite não queria nem sequer cumprimentar o treinador da Bélgica, Roberto Martínez, diante de tamanha amargura. O técnico do Brasil não se constrange ao admitir que sentiu o baque com o que aconteceu em Kazan.

Até então, a trajetória de 25 jogos na seleção só tinha uma derrota. Foi dada a largada para uma frustração que o atormentaria pelos próximos dois meses e que só tende a acabar hoje, quando a seleção volta a campo, no amistoso contra os Estados Unidos, às 21h (de Brasília), em Nova Jersey.

— Claro que senti. E continuo sentindo. Talvez só vai retirar quando a equipe entrar em campo de novo — disse o treinador.

Dormir foi problema. Ser campeão do mundo era objetivo natural, mas a semifinal era um resultado com o mínimo de justiça, no entendimento da comissão técnica. Mas nem isso aconteceu. Quando conseguia pregar os olhos ao lado da mulher, Rosmeri, Tite sonhava que estava mudando a trajetória da bola em lances capitais na derrota para os belgas, nas quartas de final:

— Acordo às 2h chutando a bola do Firmino, cabeceando a bola do Gabriel Jesus, tirando a mão do Courtois. Fiquei amargo, doído, por não ter chegado mais adiante.

Religioso, Tite foi a uma igreja para orações até mesmo na Rússia. Mas o técnico da seleção não recorreu prioritariamente ao alívio espiritual após a frustração. Optou pelo que denominou de "retiro humano". Ir a Caxias do Sul seria alternativa natural após o período imerso no projeto Copa. Mas essa não foi a estratégia de Tite.

Foto: MoWa Press

Com a cicatrização da eliminação em curso, Tite ainda procura filtrar as lições do Mundial. Tite não costuma consumir o noticiário esportivo indiscriminadamente. As críticas que considera ponderadas são consideradas:

— Já passei do tempo de receber uma crítica e pegar uma pedra de volta.

FICHA DO JOGO

Local e horário: MetLife Staduim(Estados Unidos) - 21h

Árbitro: Fernando Guerrero (MEX)

Transmissão: Globo e SporTV

Estados Unidos: Steffen, Yedlin, Brooks, Carter-Vickers e Robinson; Trapp, McKennie, Weah, Adams e Acosta; Wood. Técnico: Dave Sarachan

Brasil: Alisson, Fabinho, Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luís; Casemiro, Fred e Coutinho; Douglas Costa, Neymar e Roberto Firmino. Técnico: Tite