Futebol

STJD marca julgamento do BaVi para o dia 6 de abril

Julgamento no Rio de Janeiro vai analisar as punições aplicadas pelo Tribunal de Justiça Desportiva da Bahia

Redação Correio 24 horas
Os recursos solicitados por Bahia, Vitória e a Procuradoria do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-BA), referentes aos acontecimentos do clássico BaVi disputado no dia 18 de fevereiro, no Barradão, vão ser julgados no dia seis de abril, pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), no Rio de Janeiro. O agendamento do julgamento foi divulgado na tarde desta quarta-feira (28).
Na ocasião, serão julgadas as suspensões dos jogadores: Kanu, Yago, Denilson, Rhayner, do Vitória, e Edson e Rodrigo Becão, do Bahia. Pelo lado rubro-negro, o técnico Vagner Mancini também terá a sua suspensão analisada.
Julgamento no STJD é o último capítulo das confusões no clássico (Foto: Arisson Marinho / CORREIO)
No julgamento realizado no dia nove de março, no Pleno do TJD-BA, ficou definida a condenação do zagueiro Kanu a 11 jogos de suspensão no Campeonato Baiano e mais 90 dias de suspensão, o que vale para todas as competições. O defensor ainda foi condenado a pagar multa de R$ 75 mil.
Os outros atletas envolvidos foram punidos com gancho de oito partidas de suspensão no Campeonato Baiano. Já o técnico Vagner Mancini foi suspenso por cinco partidas. Nos últimos dias o STJD negou o pedido de efeito suspensivo para a punição aos atletas e concedeu o recurso apenas para as multas.
O Vitória entrou com um mandado de garantia para tentar reverter a decisão. O STJD é a último capítulo no julgamento das confusões durante o clássico que foi encerrado aos 35 minutos do segundo tempo após o Vitória ter cinco jogadores expulsos e ficar com número de atletas insuficientes em campo.
Neste domingo (1º) Bahia e Vitória voltam a se encontrar, quando fazem a primeira final do Campeonato Baiano, na Fonte Nova. O jogo de volta da decisão do estadual será no dia oito de abril, dois dias depois do julgamento no STJD, no Barradão.