Futebol

Taison desabafa após ser vítima de racismo na Ucrânia: 'Precisamos ser antirracistas'

Brasileiro mostrou dedo do meio e chutou bola em direção à torcida após ser ofendido

Agência O Globo
- Atualizada em

Vítima de racismo na Ucrânia, o atacante Taison desabafou nas redes sociais sobre os insultos que recebeu, junto com o atacante Dentinho, no duelo entre o Shakhtar Donetsk, seu clube, e o Dínamo de Kiev, pelo Campeonato Ucraniano. O brasileiro afirmou que jamais vai se calar diante de um "ato tão desumano e desprezível".

Foto: Reprodução/Twitter (@shakhtar_brasil)

Taison publicou a foto do momento em que mostrou o dedo do meio para os torcedores, após chorar em campo. O gesto lhe custou um cartão vermelho na partida.

"Amo minha raça, luto pela cor, o que quer que eu faça é por nós, por amor... "Jamais irei me calar diante de um ato tão desumano e desprezível! Minhas lágrimas foram de indignação, de repúdio e de impotência, impotência por não poder fazer nada naquele momento! Mas somos ensinados desde muito cedo a sermos fortes e a lutar! Lutar pelos nossos direitos e por igualdade! O meu papel é lutar, bater no peito, erguer a cabeça e seguir lutando sempre! Em uma sociedade racista, não basta não ser racista, precisamos ser antirracistas! O futebol precisa de mais respeito, o mundo precisa de mais respeito! Obrigada a todos pelas mensagens de apoio! Seguimos a luta ... Net rasizmu", postou.