Copa 2018

Treinador da Islândia brinca que sexo está liberado, mas 'apenas com as esposas'

Um jornalista do país questionou o técnico e o capitão Aron Gunnarsson sobre a restrição de sexo a membros do time

Agência O Globo

Os jogadores da Islândia estão autorizados a ter relações sexuais antes da partida contra a Nigéria, pela segunda rodada da Copa da Rússia — contanto que seja com suas esposas, brincou nesta quinta-feira o treinador da equipe, Heimir Hallgrimsson.

Foto: Reprodução/Instagram

Conhecidos pelo empenho em campo e pela dedicação da torcida, os nórdicos também chamaram a atenção na Rússia pela beleza. Rurik Gislason despertou os olhares mais apaixonados e ganhou mais de 600 mil seguidores ao jogar 30 minutos no Mundial.

Um jornalista do país questionou o técnico e o capitão Aron Gunnarsson sobre a restrição de sexo a membros do time. "Por agora, sim (há veto)", destacou o jogador, aos risos.

"Pelo menos enquanto as esposas não chegam", completou o treinador na entrevista.

Em seguida, Hallgrimsson destacou que o sexo não está banido na concentração islandesa.

"É besteira", considerou o técnico.

Os jogadores da Islândia voltarão a rever as famílias nesta quinta-feira, em Volgogrado, palco da partida contra a Nigéria, na sexta-feira. Os nórdicos, que somam um ponto no Grupo D após empate com os argentinos, focam no objetivo da classificação para a próxima fase.