Futebol

Baianão 2018 é lançado e renova rivalidade da dupla BaVi; interior está de olho

Este será o primeiro Campeonato Baiano dos novos presidentes da dupla BaVi: Guilherme Bellintani, do Bahia e Ricardo David, do Vitória

Gabriel Lopes (gabriel.freitas@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Agora falta pouco para o torcedor baiano matar a saudade do campeonato estadual. Na noite da última quinta-feira (18), o Campeonato Baiano 2018 foi oficialmente lançado em cerimônia realizada no auditório da Rede Bahia, no bairro da Federação. O evento contou com a presença da banda Olodum. 

Banda Olodum agitou o lançamento da competição. (Betto Júnior / CORREIO)

Como de costume, estavam presentes presidentes e representantes dos dez times que participarão do estadual. Este será o primeiro Campeonato Baiano dos novos presidentes da dupla BaVi: Guilherme Bellintani, do Bahia e Ricardo David, do Vitória. 

Ao ser perguntado sobre o jejum de dois anos do tricolor no Baianão, o mandatário do Bahia disse que o time entra na competição para ser protagonista. "Vamos disputar o Campeonato Baiano para ganhar, é a história do Esporte Clube Bahia. Estamos montando um clube para ser vencedor ao longo dos próximos três anos e isso inclui muito o Campeonato Baiano", afirmou Bellintani. 

Se para o lado do Fazendão são dois anos sem conquistar o estadual, para as bandas da Toca do Leão as coisas estão melhores. O rubro-negro da capital foi campeão em 2016 e 2017 e quer brigar pelo tricampeonato. "É uma meta para este ano. É uma competição de início de temporada e é um excelente palco para fazer observações, por exemplo, dos jovens da base. É no Baiano que vamos dar chances. E vocês vão ver, a gente vai utilizar muito a base neste Baianão", disse Ricardo David durante o evento. 

Presidente da Federação Bahiana de Futebol (FBF), Ednaldo Rodrigues destacou mais um ano de parceria entre Rede Bahia e FBF. "Essa união não envolve apenas as transmissões diretas na TV aberta. A parceria envolve também jogos na televisão fechada e até transmissões na Globo Internacional. Ganhamos força na internet e no jornal impresso, com cobertura do iBahia e do jornal Correio, ou seja, uma competição que tem toda essa visibilidade tende a ser uma competição de sucesso", disse Ednaldo. 

Ednaldo Rodrigues afirmou, ainda, que o Campeonato Baiano é o mais enxuto entre os estaduais do Brasil. "Está tudo alinhado com os torneios nacionais, é o campeonato mais adequado ao calendário do futebol. Isso permite que os principais clubes consigam fazer parte das competições sem ter o conflito de 66h que impede os atletas de atuarem", completou Rodrigues.

Diretor de televisão da Rede Bahia, João Gomes destacou a importância de apoiar eventos como o Baianão. "Já é a oitava edição do Campeonato Baiano na tela da Rede Bahia e temos os direitos de transmissão até 2020. O público baiano vive e respira o futebol. É um conteúdo que move paixões, movimenta a economia e mexe com a auto estima. A Bahia tem tradição com times que se destacam nacionalmente e isso traz um aquecimento para todas as competições do Brasil", disse. 

Formato para 2018
Este ano, além de Bahia e Vitória, a disputa pelo título terá Atlântico, Bahia de Feira, Fluminense de Feira, Jacobina, Jacuipense, Jequié, Juazeirense e Vitória da Conquista. Os dez clubes vão se enfrentar em turno único e os quatro primeiros colocados avançam para a semifinal, em jogos de ida e volta, assim como a final. O último colocado será rebaixado para a segunda divisão do Campeonato Baiano. 

Pontapé inicial
A primeira rodada acontece neste domingo (21), com Bahia de Feira x Bahia, Jacobina x Jequié, Atlântico x Vitória da Conquista e Vitória x Juazeirense. A partida entre Jacuipense e Fluminense, também pela 1ª rodada, será disputada no dia 14 de fevereiro.