Notícias

Após novos casos de Covid-19, Espanha volta a impor restrições de circulação em Madri

Redação (falabahia@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Diante da explosão de casos de Covid-19, Madri impôs restrições de entrada e saída a oito bairros, principalmente os mais pobres e que concentram boa parte da imigração. De acordo com o G1, os moradores só poderão sair por motivos essenciais como trabalhar, ir ao médico ou levar filhos à escola.

A restrição de circulação está prevista para durar semanas e o descumprimento da determinação acarretará em multas de pelo menos menos 600 euros (cerca de R$ 3.800).

A medida visa conter a disseminação de uma segunda onda da covid-19, doença causada pelo novo coronavírus no país. Madri está sendo classificada como epicentro dos contágios, com uma taxa de infecção de cerca de 682 casos por 100 mil habitantes em duas semanas. Isso equivale a quase três vezes a média nacional, que é de 267,8.

Os bairros afetadas pelas novas medidas de segurança localizam-se principalmente no sul da capital espanhola e na região da Grande Madri, onde a precariedade é maior do que em outras localidades e onde há graves problemas de superlotação, o que multiplica as possibilidades de contágio.

Cerca de 640 mil pessoas foram diagnosticadas com Covid-19 na Espanha, disseram autoridades de saúde na sexta-feira (18), com um aumento de 4.697 nas últimas 24 horas. Quase 30.500 pessoas morreram.