Fitness

Dieta dos 7 dias: cirurgião dentista ensina como fazer a monodieta cósmica

Especialista ressaltou que a mastigação correta também traz benefícios para musculatura da mandíbula e previne distúrbios e alterações na arcada dentária

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

O processo de emagrecimento tem relação direta com a digestão. Pensando em auxiliar na perda de calorias e em proteger os dentes, o cirurgião dentista Rogério Pavan, em parceria com o doutor Ernesto Furlan, idealizou a monodieta cósmica.

A Monodieta é uma alternativa que contempla o perfil de dentição do homem, que é muito privilegiada, pois agrupa dois tipos de dentes – carnívoros e herbívoros – que atuam no processo de mastigação, que quando feita de forma rápida e urgente, não auxiliam o processo de digestão que começa pela boca.

Foto: reprodução
De acordo com Rogério Pavan, essa dieta é ideal para casos em que o objetivo é a desintoxicação do organismo e o emagrecimento. "Essa alternativa defende que o correto é transformar os sólidos e os líquidos em pastosos. A mastigação é muito importante para que a  enzima da saliva atue; além do mais, todo o processo de salivação nada mais é que um preparo do alimento para que este possa ser mais digerido no estômago e no intestino delgado", explicou o especialista.

O cirurgião dentista ressaltou que a mastigação correta também traz benefícios para musculatura da mandíbula e previne distúrbios e alterações na arcada dentária.

Veja como funciona os sete dias da monodieta:


1º Dia: a dieta traz a ingestão dos minerais, que seriam as raízes, o princípio de qualquer vegetal na terra. Nesta primeira fase entram alimentos como mandioca, cenoura, batata, rabanete, batata-doce, gengibre, mandioquinha, beterraba e muitos outros que representam a vitamina A.

2º Dia:
é hora do consumo de vegetais, os caules, compostos pelo repolho, couve-flor, o brócolis, o salsão, a acelga, o palmito, erva-cidreira, que seriam a vitamina B.

3º Dia:
entram todos os tipos de folhas, sendo a maioria de cor verde escura, como o almeirão, a rúcula, a alface, o agrião, o espinafre, a couve, hortelã, erva-mate, boldo-do-chile, etc, que seriam a fotossíntese, fonte de oxigênio.

4º Dia: no momento que o vegetal está adulto, vai produzir as sementes, os grãos e as frutas, sendo as mais conhecidas o arroz integral ou branco, feijão, o grão-de-bico, lentilha, ervilha, milho, laranja, maçã, pera, banana, mamão, melão, frutas em geral, que seriam as fontes de vitamina C.

5º Dia: entram os peixes e frutos do mar, que seriam as vitaminas D. Como complemento a eles podem consumir também amêndoas e nozes. Exemplo: filé de pescada, camarão, polvo, badejo, pintado, lulas, mariscos, cação, avelãs e castanhas.

6º Dia:
é a vez das carnes brancas ou vermelhas, fontes de aminoácidos, entram a carne de vaca, de porco, de galinha, de cabrito, de carneiro, etc.

7º Dia:
deve-se fazer jejum apenas com água, pois para a criação, o sétimo dia é o do descanso; portanto, deve-se descansar o organismo. Em caso de fome alimentar-se de sucos ou chás.



Dicas:
evite tomar café durante o dia,  a não ser quando este fizer parte da dieta; opte por temperos básicos (azeite, sal, vinagre ou limão) para usar na salada; evite fritar os alimentos e não esqueça de mastigar bem os alimentos.

“Vale ressaltar que a 'Monodieta Cósmica' é uma dieta esporádica e que deve ser feita a cada 2 meses”, esclareceu o especialista.