Fitness

É possível perder gordura e ganhar músculo ao mesmo tempo? Nutricionista responde

A especialista também separou seis dicas para alcançar a boa forma

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Pronta (o) para exibir o corpão no verão? A nutricionista Ivana Cobe, do 5S Estilo de Vida Saudável, garantiu que é possível perder gordura e preservar a massa magra para garantir aquele shape. "Dedicação e personalização são as palavras-chaves para quem quer atingir este objetivo", pontuou Ivana.

Ela também fez um alerta com relação as dietas modinhas. "Seguir modismos ou ainda tentar acompanhar o mesmo plano alimentar e de exercícios de um amigo nunca é o caminho. As pessoas não têm metabolismos, alimentação e estilos de vida iguais. Portanto, é impossível traçar uma estratégica única".

Foto: reprodução
No entanto, segundo a profissional, algumas orientações podem ser adotadas por qualquer pessoa. Confira algumas dicas para quem quer começar a derreter gordura e dar um upgrade na massa muscular.

1- Não se engane com o peso na balança
O peso que aparece nas balanças comuns, que estão nas farmácias, por exemplo, não diz necessariamente se a pessoa está saudável ou não. “O músculo é um tecido muito denso e pesado. O volume ocupado por 1 quilo de músculo é muito menor do que o volume ocupado por 1 quilo de gordura. Então, o que importa é se atentar à porcentagem de gordura presente no corpo”. Para isso, existe o exame de bioimpedância, que aponta exatamente quanto a pessoa possui de músculo e de gordura. É possível contar também com o auxílio de uma balança de bioimpedância para esta avaliação.

2- Aposte na proteína
É preciso incluir pelo menos uma porção de proteína em cada refeição. Este nutriente é considerado um construtor, auxiliando na função estrutural do organismo e no ganho de massa magra. “Prefira ingerir alimentos que contenham proteína magra e em grandes quantidades, como frango, peixe e ovos”.

3- Consuma gordura saudável

A gordura considerada boa para o organismo é fundamental na regulação hormonal e na manutenção de diferentes funções. “Alimentos como azeite de oliva, abacate e sementes de linhaça são exemplos, mas devem ser consumidos moderadamente, pois são muito calóricos”.

4- Alimentos termogênicos
Para acelerar o metabolismo, os alimentos termogênicos garantem uma “ajudinha extra”, pois aumentam o gasto energético do organismo. “Inclua em sua rotina a canela, gengibre e chá verde, por exemplo”.


 
5- Sue a camisa
“Na hora de realizar atividades físicas, dê o seu melhor! Uma boa dica é combinar exercícios aeróbios, que elevam o gasto calórico, com exercícios de força e resistência, que ajudam na construção de músculos”.

6- Busque ajuda profissional
“Não existe emagrecimento sem déficit de calorias, ou seja, a pessoa precisa ingerir menos calorias do que consome. Apenas um profissional poderá ajudar a traçar o melhor plano alimentar e acompanhar a evolução dos músculos e gordura”, finaliza.