Fitness

Para eliminar gordura abdominal? Mudar hábitos de vida

A gordura localizada na região do abdome provoca diversos fatores de riscos metabólicos e cardiovasculares que contribuem para o desenvolvimento de doenças

Revista ABM

A principal causa do acúmulo de gordura abdominal está no estilo de vida sedentário, associado a um desequilíbrio alimentar, alto consumo de calorias e abuso de bebida alcoólica. A gordura localizada na região do abdome provoca diversos fatores de riscos metabólicos e cardiovasculares que contribuem para o desenvolvimento de doenças como hipertensão, dislipidemias (alteração nas taxas de triglicérides), aterosclerose, resistência à Insulina e diabetes.

E para evitar ou perder gordura, e possibilitar resultados satisfatórios, é preciso promover mudanças nos hábitos de vida, já que o metabolismo dos lipídios (gorduras) ocorre no fígado e são provenientes de duas fontes: dos alimentos ingeridos e da reserva orgânica, que é o tecido adiposo. Ou seja, para perder gordura localizada não existe uma fórmula mágica, a não ser exercícios físicos, com frequência e intensidade, associados a uma alimentação balanceada.

Alimentação

O legal não é proibir, mas priorizar o consumo equilibrado, sempre associado a hábitos saudáveis.  E neste contexto, é recomendado evitar ou diminuir bastante: 

  •  Produtos industrializados e processados, com alto teor de açúcar, gordura, sódio e aditivos químicos
  • Grandes quantidades de massas
  • Sucos de caixa, e em pó
  • Refrigerantes
  • Alto consumo de bebidas alcoólicas
  • Fast food
  • Frituras
  • Gorduras hidrogenadas (margarinas e gorduras industriais presentes em sorvetes, chocolates, produtos de padaria)
  • Salgadinhos, molhos para saladas, maionese, cremes para sobremesas
  • Doces e sobremesas
  • Açúcar - evitar o acréscimo de açúcar nas preparações e bebidas
  • Temperos prontos
    Foto: reprodução / Revista ABM

Priorizar

  •  Carboidratos de baixo índice glicêmico e alto teor de fibras como: hortaliças, leguminosas e grãos integrais.
  • Proteínas adequadas (peixe, ovo, frango)
  • Gorduras poli-insaturadas fonte de ômega-3 (óleo de peixe e linhaça)
  • Gorduras monoinsaturadas (azeite de oliva)
  • Oleaginosas (castanhas, pistache, avelã, amêndoas)
  • Canela
  • Cacau em pó
  • Alimentos antioxidantes (fontes de vitaminas e minerais, como frutas e hortaliças)
  • Temperos naturais, como açafrão, coentro, salsa, manjericão, pimenta do reino, alho, cebola, cebolinha

É importante procurar a orientação de um nutricionista para um plano alimentar adequado, que deve fornecer um valor calórico total compatível com o objetivo de redução de gordura corporal, levando em consideração os gastos energéticos das atividades diárias, assim como o equilíbrio dos macronutrientes (carboidrato, gordura e proteína) e micronutrientes (vitaminas e minerais).

Atividade física

A atividade física é fundamental porque acelera o metabolismo e é capaz de mobilizar grandes estoques de gordura para fora da célula com o intuito de ser oxidada, ou seja, queimar gordura, tanto durante quanto após a atividade.

Portanto, se manter ativo é essencial, e é importante sentir prazer em praticar a atividade, por isso mantenha a atividade que você puder suportar e a que mais lhe agradar. Pode ser:

Foto: reprodução / Revista ABM

  •  Corrida, caminhada rápida ou musculação: intensificam os batimentos cardíacos e aceleram o metabolismo
  • Pular corda
  • Polichinelo
  • Agachamento
  • Abdominais
  • Dança

Estilo de vida mais saudável

A fórmula para o sucesso? promover alteração nos hábitos de vida e manter uma rotina regular saudável, que deve incluir:

  •  Dormir uma boa noite de sono (sim, dormir ajuda muito!)
  •  Gastar muita energia com a prática de exercícios físicos regulares
  • Adotar um plano alimentar saudável
  • Cuidar da saúde mental
  • Se hidratar bastante ao longo do dia
  • Se alimentar com equilíbrio, dando preferência aos alimentos ricos em fibras, substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias (frutas, hortaliças e vegetais, e comida de verdade)

Fontes consultadas: Nutricionista esportiva Mayara Cardoso, especialista ortomolecular; e a educadora física e personal trainer Schirley Alves, especialista em treinamento e força.