Fitness

Saiba como o pilates ajuda na definição do abdômen

"Para reduzir gordura da região core, é necessário cuidar de um conjunto de fatores", orienta a nutricionista Daniela Lasman

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br )

A definição do abdômen está diretamente ligada ao fortalecimento do core, que é um conjunto de 29 músculos responsáveis por estabilizar e sustentar o tronco e proteger os órgãos internos. Dessa forma, os exercícios de pilates associados a uma boa alimentação são grandes aliados para alcançar os tão desejados "gominhos".

Os principais músculos do abdômen são: o reto abdominal, oblíquos internos e externos e transversos. “O responsável pelo destaque da barriga marcada é o reto abdominal (não influencia na estabilização da região), ao realizar uma flexão de tronco, é ele que usamos para tirar os ombros do solo quando estamos deitados. A estabilização e os movimentos como rotação, são de responsabilidade dos oblíquos e transversos, sem esquecer dos multífidus, que não são abdominais, mas são os principais estabilizadores da coluna”, comenta Carla Banietti, educadora física e consultora fitness da MetaLife, fabricante de equipamentos de Pilates.

Foto: divulgação / Carla Banietti

Uma musculatura abdominal forte, melhora a postura, o equilíbrio, o movimento preciso, e previne hérnias discais, hérnias umbilicais, diástase (separação da parede abdominal), ptose visceral (relaxamento da sustentação das vísceras), entre outras doenças. Para pessoas que já têm alguma degeneração na coluna vertebral é obrigatório trabalhar muito esses músculos, para tentar reverter e até solucionar alguns casos.

Exercícios que trabalham a força de centro, ou core, desde elevações das pernas, flexões laterais e frontais de tronco, flexões de quadril até exercício abdominal sem movimento, como as pranchas. Esse último é indicado para pessoas com pouca ou impossibilidade de mobilidade. As pranchas são muito eficientes e trabalham de forma muito intensa o core.

“Para reduzir gordura da região core, é necessário cuidar de um conjunto de fatores. Dois pontos principais: evitar o excesso de carboidratos simples (como alimentos ricos em farinha e açúcar; não é necessário abolir, mas controlar) e cuidar da hidratação para melhorar retenção de líquidos, elasticidade da pele e ajudar a manter o intestino funcionando bem”, orienta Daniela Lasman, nutricionista na Bodytech Iguatemi SP.

Ao realizar exercícios de pilates pelo menos duas vezes na semana, em cinco ou seis semanas, uma sensível diferença, tanto no músculo abdominal mais firme, quanto uma postura melhor e um alívio nas dores das costas. Vale procurar um especialista no assunto para iniciar a prática.