Fitness

Seja 'fit' com alguém: veja porque vale a pena treinar a dois

Ter uma dupla para malhar pode ser aquele impulso de motivação que faltava

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)


Com o verão na área, a vontade de ser fitness e de retomar o "projeto verão" retornam com força total. Manter o foco, no entanto, é um desafio, e tem quem desista dele a curto prazo. Para não voltar ao sedentarismo, uma boa saída pode ser chamar um amigo para treinar junto com você.

Foto: Reprodução

O educador físico João Paulo Manechini, da Bodytech Ribeirão Preto, destaca a motivação que treinar em dupla pode trazer. "Para iniciantes os exercícios solitários podem se tornar monótonos e entediantes. Em companhia - especialmente os circuitos funcionais - mostram-se estimulantes, com mais rendimento e até divertidos", destaca.

Veja os benefícios do treino em dupla:

  • Incentivo mútuo: motivação para treinar e faltar menos, afinal, existe o compromisso com outra pessoa;
  • Competição saudável: desafiar e ser desafiado. É uma maneira de conseguir melhorar os resultados;
  • O companheiro pode ajudar nas dificuldades com cargas;
  • O exercício se torna mais prazeroso, contagiante e divertido;
  • É importante que o seu parceiro de treino tenha objetivos e nível de condicionamento similar ao seu;
  • Para o treino render mais, evite conversar para não atrapalhar e acabar diminuir a performance;
  • É fundamental estabelecer metas e ter um calendário com a programação de atividades da semana;
  • Tenha sempre a orientação de um profissional de educação física.



Cuidados durante o verão
Tão importante quanto treinar é cuidar da saúde durante o período do verão. Exercícios muito intensos e as altas temperaturas exigem mais do corpo, o que pode levar a um mal-estar. Para que isso não aconteça, o educador físico Leonardo Santiago indica o uso de roupas leves e que promovam fácil transpiração. “Nesse período, no qual o clima oscila entre quente e seco, o risco de desidratação aumenta sob calor intenso”, afirma o profissional.

Leonardo também lembra que, se os exercícios forem feitos ao ar livre, o uso de protetor solar é indispensável. A hidratação, claro, não podia ficar de fora, e o consumo de água deve aumentar ao longo do dia.