FLICA

Programação artística e cultural do Governo movimenta Cachoeira durante a 9ª Flica

Evento começa nesta quinta-feira (24) e segue até domingo (27), com diversas atrações

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

Órgãos e secretarias do Governo do Estado vão levar uma ampla programação artística e cultural para a nona edição da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), que começa nesta quinta-feira (24) e segue até domingo (27), movimentando o Recôncavo Baiano. Também serão oferecidos serviços nas áreas de cidadania, economia solidária e turismo. As atividades promovidas pelo governo estarão concentradas, principalmente, no Espaço Educar para Transformar, que, desde o ano passado, está instalado na sede da Fundação Hansen Bahia, na Rua Treze de Maio s/n.


Além de garantir diversas atrações como apresentações artísticas, exposições, encontros com autores e lançamentos de livros, o Governo do Estado também é um dos patrocinadores do evento, que é uma realização da iContent e Cali. Veja a seguir os destaques das atrações e serviços que serão oferecidos pelos órgãos e secretarias do governo, na mais importante feira literária da Bahia.

Protagonismo estudantil

Durante a Flica, a programação da Secretaria de Educação do Estado terá sarau literomusical e apresentações dos projetos de arte e cultura desenvolvidos pelos estudantes nas áreas da poesia, literatura, música e dança. A abertura da festa literária será marcada por uma apresentação da Fanfarra do Colégio Estadual de Cachoeira, nas ruas da cidade, às 9h. No Espaço Educar para Transformar, o público poderá conferir de perto as habilidades dos estudantes nas obras expostas com quadros e esculturas do projeto Artes Visuais Estudantis (AVE) e álbuns do projeto Educação Patrimonial e Artística (EPA). No mesmo espaço, haverá encontros com autores, oficinas de literatura e recital de poesia.

Já na Praça Teixeira de Freitas, o Grupo Black Dance, composto por estudantes e artistas locais, farão performances de dança de rua para animar ainda mais o público participante composto por turistas e nativos. Estudantes, professores e visitantes participarão do ‘rolezinho cultural’, pelas ruas da cidade histórica.

Troca de livros

A Fundação Pedro Calmon (FPC), entidade vinculada à Secretaria da Cultura do Estado (Secult), participa da Flica com uma programação dedicada à troca de experiências e incentivo à leitura. Um exemplo disso é o Leia e Passe Adiante, projeto que visa estimular o hábito de ler através da doação de livros. O diretor geral da FPC, Zulu Araújo, vai mediar a primeira mesa de debates da Flica, no Convento do Carmo, com as autoras Lilia Moritz Schwarcz e Eliana Alves Cruz que vão abordar o tema ‘Cartografias do Brasil Contemporâneo’. Já no Espaço Educar para Transformar, a FPC promove, na sexta-feira (25), às 10h a roda de conversa com as pesquisadoras Luciana Brito e Isabel Cristina Reis para discutir o livro Escravidão no Recôncavo. No sábado (26), às 14h, no auditório Tia Ciata, será a vez do pesquisador Vilson Caetano debater sobre o livro Corujebó.

Biblioteca Móvel

A Biblioteca de Extensão (Bibex) da FPC ficará instalada na Praça Teixeira de Freitas, das 9h às 17h, para integrar a programação do Fliquinha e levar ao público infantil as contações de histórias, visita ao acervo da biblioteca, os jogos e brincadeiras, dentre outras atividades.

Grafias Eletrônicas

Na sexta-feira (25), a Fundação Cultural do Estado da Bahia (Funceb), também vinculada à Secult, vai lançar os 20 vídeos gravados para o Grafias Eletrônicas, projeto realizado em parceria com o Instituto de Rádiodifusão Educativa da Bahia (Irdeb). O lançamento e um sarau com autores participantes do projeto vão acontecer durante a Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), às 11h, no Auditório da Espaço Educar para Transformar.

O Grafias Eletrônicas tem como objetivo difundir, através da linguagem audiovisual, os textos literários e os autores selecionados, que serão veiculados na programação da TV Educativa da Bahia (TVE/Irdeb), assim como no portal do Irdeb. Os áudios das leituras também serão veiculados na Rádio Educadora FM (107.5).

Preta Rara com a SPM

Depois de agitar o Colégio Estadual Thales de Azevedo quando participou do Projeto Fala Menina, em julho, a rapper paulista Preta Rara volta à Bahia, desta vez para uma roda de diálogo e lançamento do livro ‘Eu, empregada doméstica’. A convite da Secretaria de Políticas para Mulheres do Estado (SPM), a autora faz o lançamento no sábado (26), às 16h, no anfiteatro Mãe Stela de Oxóssi, na Casa Educar para Transformar. Na obra, Preta Rara, 32 anos, relata a própria experiência como empregada doméstica durante nove anos, em Santos, no litoral paulista, onde nasceu. As histórias foram compartilhadas em redes sociais, onde começou a receber relatos de situações humilhantes vivenciadas por outras trabalhadoras domésticas.

Sarau Ibeji

Um dos destaques da programação do Educar para Transformar é o Sarau Ibeji, realizado pela Secretaria da Promoção da Igualdade Racial do Estado (Sepromi), na tarde de quinta-feira (24), onde acontece o lançamento de obras de literatura negra infantil com presença de suas autoras, a exemplo de Cássia Valle, Ana Fátima Santos e Kalypsa Kardinaly. Para o momento estão previstas contação de história e apresentação musical. Na sexta-feira (25) divulgam suas obras os autores Ramiro Naka (Guiné Bissau) e o soteropolitano Hugo Canuto, este último com oficina de histórias em quadrinhos. Neste dia também acontece mais uma edição do projeto Diálogos Insubmissos com escritoras cachoeiranas.

O serviço móvel de combate ao racismo da Sepromi também estará na Flica. A unidade móvel do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela vai funcionar na parte externa à Fundação Hansen.

Economia Solidária

A IX Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) conta mais uma vez com a participação dos empreendimentos assistidos pelos Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol), da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

Durante o tradicional evento literário, que acontece de 24 a 27 de outubro, no município de Cachoeira, no Recôncavo Baiano, serão realizadas oficinas, feira, rodas de diálogo, exibição de filmes e atividades artístico-culturais que colocarão em evidência os produtos e as experiências de associações, cooperativas e grupos produtivos do segmento solidário. As atividades acontecem na Praça Góes Calmon, de 9h às 20h.

Passeio histórico

Turistas que participarem da Flica poderão participar de visitas guiadas gratuitas para conhecer os principais atrativos da cidade heroica. O serviço será oferecido pela Secretaria do Turismo do Estado (Setur) de quinta-feira (24) a domingo (27). O ponto de partida será a Fundação Hansen.

Serão realizados dois passeios por dia – um pela manhã e outro à tarde – antecedidos por aulas, com duração aproximada de uma hora. O objetivo é apresentar os principais fatos da cultura e história de Cachoeira. Dentre os pontos turísticos a serem visitados estão a Casa da Câmara e Cadeia e a Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário. Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1971, Cachoeira é considerada Monumento Nacional. Depois de Salvador, é a cidade baiana que reúne o mais importante acervo arquitetônico no estilo barroco.

Oficina de turbantes


Uma das atrações mais concorridas do Espaço Educar para Transformar, a oficina de turbantes faz mais uma vez parte da programação. Durante a atividade promovida pela Setur o visitante conhecerá um pouco da origem dos turbantes no Brasil ao discutir questões como ancestralidade, identidade e valorização da cultura negra.

SAC Móvel

O serviço da Secretaria da Administração do Estado (Saeb) vai funcionar entre os dias 24 e 27, das 8h às 18h, oferecendo serviços de emissão de carteira de identidade, Cadastro Pessoa Física (CPF), antecedentes criminais e recadastramento de pensionistas do estado, entre outros. Serão distribuídas 250 senhas diárias. Além disso, o SAC também leva o atendimento para a Ouvidoria Geral do Estado (OGE).