FLICA

Visitas guiadas gratuitas apresentarão história de Cachoeira a participantes da Flica

De acordo com a organização do evento, Cachoeira, a cerca de 130 quilômetros de Salvador, deve receber 35 mil visitantes durante os quatro dias do evento

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Turistas que participarem da Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica), a ser realizada a partir da próxima quinta-feira (24), no município do Recôncavo baiano, poderão participar de visitas guiadas gratuitas para conhecer os principais atrativos da cidade heroica. De acordo com a organização do evento, Cachoeira, a cerca de 130 quilômetros de Salvador, deve receber 35 mil visitantes.

Foto: Paolo Paes/Divulgação
O serviço será oferecido pela Secretaria do Turismo do Estado (Setur) até o último dia do evento (27). O ponto de partida será a Fundação Hansen, que sediará ações oferecidas pelo Governo do Estado, patrocinador da festa literária. No local, a Setur também vai realizar uma oficina de turbantes, nos dias 25 e 26 de outubro.

História e arte
Diariamente serão realizados dois passeios por dia – um pela manhã e outro à tarde – antecedidos por aulas, com duração aproximada de uma hora. O objetivo é apresentar os principais fatos da cultura e história de Cachoeira. Dentre os pontos turísticos a serem visitados estão a Casa da Câmara e Cadeia e a Igreja Matriz Nossa Senhora do Rosário.

Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), em 1971, Cachoeira é considerada Monumento Nacional. Depois de Salvador, é a cidade baiana que reúne o mais importante acervo arquitetônico no estilo barroco.

Durante o período do Brasil Império, o comércio e a fertilidade do solo fizeram de Cachoeira uma das mais importantes Vilas do Brasil. Ainda nesse período, foi congratulada com o título de “Heroica”, especialmente pela importante atuação dos moradores da cidade na luta contra os portugueses, até que se chegasse à independência do Brasil. O município é destaque também pelas fortes tradições religiosas católicas e do candomblé.

Preparação

Antes da Flica, a Setur realizou atividades preparatórias, visando à melhoria da qualidade do atendimento aos turistas que vão a Cachoeira para participar da festa literária. Em parceria com o Senac e as prefeituras de Cachoeira e São Félix, foram oferecidos quatro cursos de qualificação entre os dias 14 e 15 de outubro: qualidade no atendimento ao turista; noções conceituais de turismo; boas práticas na manipulação de alimentos; e drinques e coquetéis. Ao todo, 55 profissionais foram treinados.

A fim de chamar a atenção de empresários para as oportunidades de negócio durante a Flica, a Setur também realizou reunião com os conselhos municipais de Cachoeira e do município vizinho, São Félix, no dia 16.