Futebol S/A

Balanço financeiro do Flamengo - 2019

Flamengo divulgou seus números de 2019 e, como somos apaixonados por bola e por números, fomos dar uma fuçada

Futebol S/A

O campo pode estar parado, mas fora dele a vida tenta seguir em frente.

O Flamengo divulgou seus números de 2019 ontem e, como somos apaixonados por bola e por números, fomos dar uma fuçada.

Começamos na grana que entra. 

O clube registrou receita bruta de R$ 950 mm, crescimento de 75% em relação a 2018. TV, transferência de atletas e bilheterias representaram quase R$ 370 mm de acréscimo. Destaque para a força da torcida que deixou lá  R$ 109 mm em bilheteria.

Foto: Reprodução / Twitter Futebol S/A

Número que chamou a atenção também foram as receitas de mídias digitais e serviços "on demand" com valores de R$ 120 milhões no ano. Ganhar dinheiro com as novas tecnologias já é realidade por lá.

Foto: Reprodução / Twitter Futebol S/A

Ainda na grana que entra, transferência de atletas cresceu cerca de R$ 234 mm (149% em relação à 2018). Veja no detalhamento abaixo que grande parte disso está concentrada em Lucas Paquetá com valor de R$ 150 mm.

Foto: Reprodução / Twitter Futebol S/A

Agora um pouco da grana que sai. 

A despesas operacionais cresceu puxada pelo aumento de salários, encargos e direito de imagem. Porém, um dado importante é que, mesmo com esse crescimento, as despesas pessoais representaram 38%  receitas. Perceba que caiu em relação a 2018. Foram eficientes.

Foto: Reprodução / Twitter Futebol S/A

E o clube aproveitou os superávits para turbinar aquisição de direitos econômicos. A linha azul indica R$ 181 mm em investimentos em direitos de atletas. Ou seja, eles foram às compras.

Foto: Reprodução / Twitter Futebol S/A

Quer saber em quais atletas os investimentos desses direitos econômicos foram realizados? Na figura abaixo você visualiza toda a informação. Maior investimento foi Gabigol.

Foto: Reprodução / Twitter Futebol S/A

E vamos falar de saúde financeira. O EBITDA é um dos principais indicadores nesse quesito. Ele demonstra quanto uma empresa é competente em gerar caixa das suas atividades operacionais. A figura abaixo monstra como melhora a relação dívida liquida x EBITDA.

Foto: Reprodução / Twitter Futebol S/A

Essa relação dívida líquida x ebitda está em 1,36. Indicador MUITO BOM.

Outro ponto favorável é que quase 70% dessa dívida é Profut e está alongada em 15 anos. Tempo é variável importante em amortização de dívidas. 

Flamenguista achando que a virada contra o River Plate foi inesquecível? E essa do patrimônio líquido? Para quem não entende, nada mais é do que o ativo (bens e direitos) menos o passivo (obrigações). O clube sai de um PL negativo, em 2014, de R$ 379 mm para positivo de R$ 128mm.

Foto: Reprodução / Twitter Futebol S/A

Outro ponto de melhoria foi no resultado líquido por jogo. O clube sai de um resultado de R$ 150 mil/jogo em 2018 para R$ 1,07 milhão em 2019. Nada menos do que 7x em relação ao período anterior.

Foto: Reprodução / Twitter Futebol S/A

Dever de casa bem feito resulta em superávit bonito. Quase R$ 63 mm de um ano em que o Flamengo trabalhou muito bem (dentro e fora do campo). 


Fica aqui a lembrança que esse trabalho precisa ser coroado com a resolução integral da indenização das famílias do Ninho do Urubu.

Foto: Reprodução / Twitter Futebol S/A

Todos esses gráficos são das demonstrações financeiras que estão no site do clube. Trabalho bem feito também da @EY_Brasil dos craques  @alex_rangel_br e @Hazangus.  E que mais clubes abram suas vidas em portais de transparências. E viva a gestão!