Gastronomia

Baiano é o 15ª eliminado do ‘MasterChef'; Izabel, Jiang, e Raul disputam a semifinal

"Você não ganhou R$ 150 mil, mas você ganhou uma vida nova", disse Paola, uma das juradas do reality culinário

Redação iBahia (variedades@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O baiano Cristiano Oliveira foi o 15ª eliminado do reality culinário 'MasterChef', exibido pela Band, na noite de terça-feira (1º). A eliminação do participante aconteceu após uma prova onde os candidatos tiveram que cozinhar um filé Wellington. "Cristiano, a sua jornada, seu caminho no 'MasterChef' foi bonito, mas para você acaba hoje, Cristiano", anunciou Fogaça, um dos jurados da atração.


"Você não ganhou R$ 150 mil, mas você ganhou uma vida nova", incentivou Paola, outra jurada. Conhecido como participante "mais briguento" da segunda temporada, Cristiano disse durante a eliminação que graças ao reality ele pode se reaproximar da filha, que mora em São Paulo. "Até nisso o programa me ajudou", disse ele à Ana Paula Padrão, apresentadora do programa. Izabel, Jiang e Raul foram salvos e seguiram na disputam a semifinal na próxima semana.

Foto: Divulgação

No Instagram, Cristiano Oliveira falou um pouco sobre sua história e comentou a eliminação na atração. "Quando eu saí de casa aos 15 anos, carreguei comigo a coragem e af determinação que precisava pra enfrentar o mundo. Todo brasileiro sabe como é difícil a luta pra realizar o sonho de ter uma vida melhor, de ser feliz! E nessa caminhada, entre um perrengue e outro, nas tantas manobras que tive de fazer pra me virar sozinho, aprendi a cozinhar. E acabei me apaixonando! Voltei pra minha terra, pro meu Porto Seguro, e de lá pra cá, quando meu expediente como agente de trânsito terminava, eu corria pra cozinha, pra praticar minha paixão, minha terapia", escreveu ele.

"Em 2015, com 37 anos nas costas e entre mais de 13 mil concorrentes, fui abençoado com a oportunidade de entrar no MASTERCHEF, um programa maravilhoso que permitiu desenvolver meu talento, conhecer pessoas incríveis, evoluir como ser humano, e que agora abre portas pro futuro que eu sempre busquei. Aquele que me fez deixar mãinha em casa, sorrindo no portão enquanto me dava a benção: “Vai com Deus, filho e boa sorte”. Hoje quero agradecer a Deus, à minha família e à todos os amigos que fizeram parte dessa história e que daqui pra frente vão me acompanhar em mais um capítulo dela. Brasil: minha gartidão por vocês não tem tamanho, obrigado pela força e pelo apoio em todas as fases da competição. Vocês são mesmo uma galera massa, meu povo!!! Valeu!!!", completou.