Gastronomia

Em busca de novos clientes, Burger King passa a vender carne vegetal

Sanduíche é feito pela fornecedora de carne bovina Marfrig e deve estar em toda a rede da fast food no Brasil até novembro

Leo Branco, da Agência O Globo
- Atualizada em

A chamada carne vegetal , produzida de maneira industrial a partir de proteínas extraídas de plantas, e até agora ofertada po r start-ups e restaurantes voltados ao público vegetariano , chegou ao “ Olimpo ” do consumo da carne tradicional, resultado do abate de animais. Nesta terça-feira, a rede de fast-food Burger King e a fornecedora de carne bovina Marfrig anunciaram uma parceria para venda de um hambúrguer a base de vegetais nas lojas da fast-food no Brasil.

É a estreia do Burguer King no nicho de produtos de origem vegetal para substituir a carne e mais um passo da Marfrig neste mercado – no mês passado, a fornecedora de carne bovina associou-se à gigante de alimentos americanas ADM para produzir e comercializar hambúrguer vegetal no Brasil.

Foto: Ali Karakas/Divulgação

Este é um mercado que vai movimentar cerca de US$ 140 bilhões em dez anos no mundo, o que representaria 10% do mercado global de carne. Hoje, responde por apenas 1% do mercado internacional de carne, segundo o banco britânico Barclays.

O sanduíche escolhido, chamado de Rebel Whopper, leva um hambúrguer vegetal com a promessa de manter sabores e texturas similares ao da carne de verdade. Na comparação com a versão tradicional do Whopper, carro-chefe do Burger King no mundo, o sanduíche Rebel tem 20% menos calorias, 34% menos gorduras totais e é livre de colesterol, segundo a assessoria da cadeia de fast-food.

Até 10 de setembro, o sanduíche será vendido apenas na unidade do Burger King da Avenida Presidente Juscelino Kubitschek, na zona sul da capital paulista. Então, passará a ser vendido em 75 unidades da franquia pelo estado de São Paulo. Em outubro, deve chegar às unidades da rede no Rio de Janeiro. No mês seguinte, a expectativa é de o produto chegar aos mais de 800 restaurantes da marca no Brasil. Trata-se de uma iniciativa inédita no Burger King, que tem unidades em 69 países.

– A parceria para venda de hambúrguer vegetal começa no Brasil mas pode se expandir para outros países – diz Miguel Gularte, presidente para a América do Sul da Marfrig.