Gastronomia

Tudo que você precisa saber sobre o dendê, com direito à receita exclusiva de acarajé

Ainda tem dúvidas sobre o azeite de dendê? Entenda sua origem, valor nutricional, principais combinações e confira duas receitas exclusivas da chefe do SENAC Pelourinho

Victoria Dowling* (victoria.dowling@redebahia.com.br)
- Atualizada em

O azeite de dendê, também conhecido como óleo de palma, é um dos queridinhos da culinária baiana e marca presença nos principais pratos típicos do estado. Todavia, apesar de ser um ingrediente bastante utilizado, existem muitas dúvidas quando se trata da sua origem, valor nutricional e até quais alimentos combinam ou não com o dendê.

A fim de sanar todas as dúvidas com relação ao óleo, o portal iBahia entrevistou a chefe de cozinha do SENAC Pelourinho, Jacqueline Bispo. Ao final, a especialista da culinária baiana também compartilhou duas deliciosas receitas de acarajé e vatapá. Confira tudo que você precisa saber sobre o azeite de dendê:

Qual a origem do dendê e como ele é extraído?

"O dendê vem da palmeira, conhecida como dendezeiro, planta originada do Oeste da África. Por ser extraído da fruta da palmeira, o azeite de dendê também pode ser chamado de óleo de palma. Para realizarmos a sua extração, precisamos cozinhar a fruta na água ou no vapor para obter a polpa, que precisa se desprender da semente. Ao cozinhá-la, a gordura solta da semente e então, basta pressionar a fruta para retirar o azeite do dendê", explica a chefe.

Qual o valor nutricional do dendê?

"Há muitas controvérsias sobre o dendê, há quem diga que faz bem a saúde e há quem diga que não. É indicado consumir, no máximo, uma colher de dendê por dia. Ele é muito bom para a pele e os olhos, fortalece o sistema imune e age como antioxidante no corpo. Além de ser rico em vitaminas, como a vitamina A e E", conta.

Quais alimentos mais combinam com o dendê?

"O dendê orna muito bem com a castanha, amendoim e cebola. Uma receita que cai super bem com o azeite é o caruru de folhas que pode ser feito com espinafre ou língua de vaca e fica simplesmente delicioso. Além de, claro, os pratos tradicionais da culinária baiana como o vatapá, receitas que levam quiabos e certos tipos de peixes", afirma Jaqueline.

Porém, está enganado quem acredita que o dendê não combina com carnes. "Alguns tipos de carnes combinam bastante com o óleo, como a carne seca e carne de segunda, inclusive, dá para fazer uma moqueca de carne incrível com essas duas proteínas. Já quanto ao frango, a galinha de xinxim é um belo exemplo da combinação do dendê e da carne branca", continuou.

Quais alimentos não combinam?

Apesar das mil e uma receitas que podem ser feitas com o dendê, a chefe do SENAC não indica misturá-lo com a culinária clássica: "Alguns preparos clássicos não combinam com o dendê. Ele não serve para preparar saladas, comidas cruas e peixes como o salmão e o agulhão, além da lagosta dentre os frutos do mar".

Existe alguma dica culinária que leve o dendê?

"O dendê serve e muito para a decoração de pratos. Como por exemplo, para fazer aquele risco amarelado para compor o fundo de prato. A apresentação fica linda", ressaltou.

Se esse assunto lhe deu água na boca, confira receitas exclusivas de acarajé e vatapá, da Chefe Jaqueline:

RECEITA DE ACARAJÉ

Ingredientes

  • 1 kg de feijão fradinho quebrado
  • 100g de cebola ralada
  • 500ml de azeite-de-dendê
  • Sal a gosto

Modo de preparar

Deixe o feijão de molho por 2 horas, lave-o em seguida e retire toda casca. Depois de lavado, passe no moedor de cereais, transformando-o em massa, acrescente a cebola e o sal.

Bata a massa com colher de pau para que fermente e fique leve. Molde em colher de pau e frite no azeite-de-dendê.

Rendimento: 6 porções

RECEITA DE VATAPÁ

Ingredientes

  • 400g de pão dormido
  • 300g de cebola ralada
  • 200ml de azeite-de-dendê
  • 400g de fundo misto
  • Sendo: 200g de camarão seco triturado
  • 100g de castanha torrada triturada
  • 100g de amendoim torrado triturado
  • 100g de camarões secos, inteiros
  • 5g de gengibre ralado
  • 400ml de leite de coco
  • Caldo de peixe
  • Sal a gosto

Modo de preparar

Molhe o pão com água, em seguida esprema para retirar a água, coloque no liquidificador e acrescente o leite de coco. Refogue a cebola e os camarões secos inteiros no azeite-de-dendê, acrescentando o fundo misto, o creme de pão, o caldo de peixe e o gengibre.

Coloque para cozinhar, mexendo sempre. Retire quando estiver com consistência pastosa e soltando da panela. Sirva acompanhando moqueca de peixe, xinxim de galinha.

RENDIMENTO: 6 porções.

*Supervisionado pela repórter Cláudia Callado