Juntos Pela Prevenção

Ampliação de leitos e hospitais de campanha reforçam sistema de saúde do Estado

Juntamente com o isolamento social, medida visa evitar o colapso das unidades de saúde da Bahia

Especial de Conteúdo

Oferecimento
A estratégia do isolamento social diante do cenário de pandemia do novo coronavírus é essencial para evitar que a população se contamine ao mesmo tempo, resultando em um colapso no sistema de saúde dos estados. Juntamente com o isolamento, para diminuir as chances de superlotação dos serviços de saúde, o Governo da Bahia vem ampliando o número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em Salvador e no interior do Estado.

Na capital, novos leitos de UTI foram criados a partir da ampliação de unidades e da montagem de hospitais de campanha. No interior, estão funcionando centros de triagem e sendo preparados unidades de referência regionais. 


Os hospitais Couto Maia (Icom) e Ernesto Simões em Salvador, por exemplo, desde o final de março atendem exclusivamente pacientes com a covid-19. No Icom, houve ampliação de leitos, assim como no Hospital do Subúrbio. 

Foto: GOV BA

Hospitais de campanha

No último dia 22, o Hospital Espanhol foi reaberto e Salvador ganhou mais uma unidade de tratamento para o novo coronavírus. A unidade, que estava fechada há cinco anos, possui 220 leitos instalados, sendo 140 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 80 leitos clínicos.

O Hospital Espanhol foi o segundo hospital de campanha da capital. Anteriormente, o Fazendão, em Itinga, em Lauro de Freitas, já havia sido aberto para o recebimento de pacientes de baixa complexidade, sem a covid-19, afim de liberar novos leitos em hospitais para pacientes diagnosticados com a doença. 

Além dessas duas estruturas, o Governo está montando ainda hospitais de campanha no Hospital Santa Clara, no Hotel Riverside e na Arena Fonte Nova, totalizando 673 novos leitos na Região Metropolitana de Salvador (RMS).

Interior

No interior, o Governo adotou a estratégia de estabelecer centros de referência de tratamento da covid-19 em cada região. Nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) espalhadas pelo estado acontece a primeira triagem e o direcionamento do paciente para o isolamento social ou um hospital.

Dentro dessa medida, 21 pronto-atendimentos atenderão a população. Atualmente, seis estão funcionando e outros dois, em Paulo Afonso e Alagoinhas, passam a atender a partir desta quarta-feira (29). O restante será aberto aos poucos.  Estes equipamentos em funcionamento estão em Lauro de Freitas, Barreiras, Brumado, Jequié, Ipiaú e Ilhéus.