Mapas Juninos

Aluguel de casas no São João movimenta economia dos destinos mais procurados

Além das redes sociais, é possível encontrar ofertas de casas para aluguel em sites

Gabriel Rodrigues, do Correio 24h (gabriel.rodrigues@redebahia.com.br)

A escassez de hotéis e pousadas no interior do estado faz com que se intensifique um outro tipo de negócio: o aluguel de casas para o período junino. Como Salvador, Porto Seguro e Litoral Norte concentram mais de 70% dos 100 mil leitos de hotéis da Bahia, moradores de outros locais aproveitam para garantir uma renda extra e ajudar os turistas a economizar. Apelidado de Air BNB do Forró, numa alusão ao site que oferece hospedagens em imóveis a baixo custo, o modelo é feito de maneira informal e ocorre com frequência nos destinos de grande procura pelos amantes do São João como Amargosa, Senhor do Bonfim, Cruz das Almas e Ibicuí.

O funcionário público Caíque Figueiredo aproveita o período para faturar um dinheiro extra atuando como corretor de imóveis para a temporada junina em Amargosa, município a 250km de Salvador e que realiza uma grande festa junina. Em seu catálogo, que é disponibilizado por meio do Whatsapp, ele envia fotos e negocia os preços das casas. “Atualmente tenho imóveis cujo aluguel para o período de quatro a cinco dias varia de R$ 1.500 a R$ 2.500 e essas casas podem acomodar confortavelmente de 10 a 12 pessoas”, explicou. 


A escassez de hotéis e pousadas no interior do estado faz com que se intensifique um outro tipo de negócio: o aluguel de casas para o período junino. Como Salvador, Porto Seguro e Litoral Norte concentram mais de 70% dos 100 mil leitos de hotéis da Bahia, moradores de outros locais aproveitam para garantir uma renda extra e ajudar os turistas a economizar. Apelidado de Air BNB do Forró, numa alusão ao site que oferece hospedagens em imóveis a baixo custo, o modelo é feito de maneira informal e ocorre com frequência nos destinos de grande procura pelos amantes do São João como Amargosa, Senhor do Bonfim, Cruz das Almas e Ibicuí.

O funcionário público Caíque Figueiredo aproveita o período para faturar um dinheiro extra atuando como corretor de imóveis para a temporada junina em Amargosa, município a 250km de Salvador e que realiza uma grande festa junina. Em seu catálogo, que é disponibilizado por meio do Whatsapp, ele envia fotos e negocia os preços das casas. “Atualmente tenho imóveis cujo aluguel para o período de quatro a cinco dias varia de R$ 1.500 a R$ 2.500 e essas casas podem acomodar confortavelmente de 10 a 12 pessoas”, explicou.