Mapas Juninos

Venda de bolos típicos sobe 400% na véspera do São João em loja de Salvador

De acordo com a empresária Daniela Veloso, os bolos de aipim, carimã e milho são os mais procurados

Saulo Miguez, do Correio 24h (saulo.miguez@redebahia.com.br)
- Atualizada em

Junho também é o mês de saborear os calóricos e deliciosos bolos regionais. Tapioca, carimã, milho verde, são muitas as opções para compor a mesa da ceia junina e procura por esses produtos realmente cresce.

De acordo com a empresária Daniela Veloso, da franquia Bolos das Meninas, até o dia 21 de junho a venda de bolos regionais cresce, em média, 80%. Nos dias 22 e 23 esse número chega a 400%. "Em um turno de trabalho eu chego a vender quatro vezes mais do que a loja vende em um dia inteiro. Se o ano tivesse três meses de junho seria uma maravilha", brincou Daniela.

Foto: Divulgação / Bolo das Meninas

Segundo a empresária, os bolos de aipim, carimã e milho são os mais procurados. A loja, no entanto, investe em receitas especiais para agradar o público e diversificar o menu junino. Os clientes poderão comer bolos de tapioca com banana da terra caramelizada, amendoim e cocada. "Essas receitas são especiais e sazonais pensadas exclusivamente para o São João", destaca.

Para evitar filas e garantir sua fatia, Daniela recomenda que os clientes façam encomendas antecipadas. Ela conta que este ano, em função da demanda, o motobolo, serviço de venda itinerante, funcionará exclusivamente para entregas.

Brigadeiro de milho e tortinha de pé de moleque são opções

Outra alternativa gastronômica para o São João são as tortinhas com recheio de pé de moleque e o brigadeiro de milho no copinho da Torta Delírio. A empresária Sandy Magalhães conta que os produtos chegam a vender 50% mais do que as outras sobremesas da loja.

Este é o terceiro ano consecutivo que a empresa trabalha com esses produtos na época junina. "Eles têm uma excelente saída. Estamos tendo muitas encomendas", disse Sandy. De acordo com a empresária, historicamente, em junho as vendas chegam a crescer 60% quando comparadas ao meses de julho e agosto. "Além do São João, temos o Dia dos Namorados, que puxam as vendas", completou.