Meu Primeiro Apê

Comprar um imóvel na planta requer cuidados, mas possui inúmeras vantagens

Confira dicas que vão te auxiliar no momento da compra

Especial de Conteúdo
- Atualizada em


Oferecimento
Para muita gente, o primeiro apartamento próprio é resultado de anos e anos de planejamento, economia e expectativa, o que torna o processo de compra ainda mais importante. Por se tratar de um alto valor, é preciso estudar e ter confiança no vendedor, imobiliária ou incorporadora que esteja envolvida na venda.

Os cuidados se tornam ainda maiores quando é a compra de um imóvel na planta, por ser uma transação que envolve mais riscos. Mas as vantagens também existem e são atraentes: preços menores em relação àqueles que estão disponíveis para pronta entrega; maior tempo de financiamento; possibilidade de lucro alto em especial em imóveis em bairros em crescimento; e nos apartamentos, as instalações serão mais modernas.

Para os possíveis problemas não sobressaírem as vantagens, listamos cinco dicas que devem ser utilizadas ao comprar um apartamento na planta.
1 - Qualidade da incorporadora
Os profissionais envolvidos na transação serão de extrema importância. Por isso, a melhor forma de se proteger de qualquer negócio furado é pesquisar as referências das incorporadoras. Isso inclui conversa com corretores de imóveis, visita ao ponto físico e online da incorporadora e colher informações sobre os tipos de trabalhos realizados.

2 - Entender o que está sendo comprado
Entender o que significa uma compra de um apartamento na planta é essencial para não cometer erros. Esse tipo de compra significa que você está financiando a construção do seu apartamento, ou seja, ele ainda não está pronto.

O prazo de entrega varia, mas é comum que demore entre 18 a 36 meses. Isso significa que você estará fazendo um investimento a longo prazo.

3 - Visite a região do estante
O imóvel na planta ainda não está pronto, o que impossibilita o comprador de visitá-lo. No entanto, o estande da incorporadora e o decorado podem ser visitados e ajudam a se familiaziar mais com a região em que irá morar.

4 - Guarde materiais
Aqueles folhetos de propaganda e qualquer outro papel que a incorporadora te dê deve ser guardado. Esses papéis servirão como documentos de comprovação das promessas feitas, caso você precise recorrer à Justiça no futuro.

5- Documentos do empreendimento
Antes de comercializar um imóvel na planta em construção, as incorporadoras precisam registrar uma infinidade de documentos. Sem eles, a venda se torna irregular e, consequentemente, deixa o comprador sujeito à aplicação de golpes e fraudes.
 
De início, solicite à incorporadora uma cópia do memorial de incorporação da obra. Nele deverão constar registros detalhados de tudo o que será construído, os materiais e equipamentos que serão utilizados, bem como o nome dos responsáveis pelo empreendimento. Outros documentos deverão atestar a propriedade do terreno, o cálculo preciso da área do imóvel e o projeto de construção já aprovado pela Prefeitura.