Moda e Beleza

Acne na fase adulta? Saiba causas e como tratar

Ainda que seja mais comum na adolescência, o problema pode aparecer em outras fases da vida

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)


Engana-se quem pensa que o fim da puberdade significa também o sumiço das espinhas. Ainda que seja mais comum nessa etapa da vida, o problema também pode persistir na vida adulta. Segundo a dermatologista da Clínica Osmilto Brandão, Marília Acioli, diferente da acne vulgar (como é chamada quando ocorre no período da adolescência), que costuma se apresentar pelas bochechas e testa, a acne adulta se caracteriza pelo grande número de espinhas e cravos principalmente na área inferior do rosto indo em direção ao pescoço. 

Mas, calma! É possível resolver o problema. Ainda segundo Acioli, o tratamento para acne adulta costuma ser bem parecido com o da acne vulgar, mudando um pouco os produtos usados. Além do fundamental skincare,  pensado para cada tipo de pele, em muitos casos pode-se associar o uso de medicamentos como anticoncepcional (adequados para cada situação), e em casos mais graves, o uso de Isotretinoína e lasers.  Entretanto, este último costuma ser mais utilizado no tratamento das cicatrizes e manchas causadas pela acne.  



“Uma das coisas mais importantes é que a pessoa não mexa na área, espremendo espinhas ou cravos porque além do risco de infecções, essa manipulação pode criar cicatrizes e manchas que podem complexar o tratamento”, alerta a especialista. Ela explica que não existe uma receita que serve para todos, e por isso, o mais adequado é sempre buscar orientação médica para encontrar o melhor tratamento para cada problema.