Moda e Beleza

Bem mais que estética: entenda os riscos da gordura localizada para saúde

São vários os tratamentos para a redução e até eliminação da gordura localizada

Redação Dino

Desde a época em que as “gordinhas” eram musas de grandes mestres da pintura e da escultura, a chamada gordura localizada marca mais presença na História do que na vida das mulheres preocupadas com o aspecto estético. Por outro lado, também há a busca pela saúde e bem-estar.

Aliás, qualquer pessoa pode apresentar áreas com gordura localizada. A questão proposta em salões e academias é a de como passar ela para trás. Embora as técnicas sejam simples, é preciso consciência e respeito ao próprio corpo. Visto que, sem as informações a seguir, uma pessoa pode exagerar tanto na falta quanto na prevenção de casos de gordura localizada.

A definição de gordura localizada

Uma das inimigas da idade e da má qualidade de vida, casos de gordura localizada costumam se forma em locais específicos do corpo, como nos pneuzinhos, quadril, costas e barriga, além de áreas sem falta de exercício. Além do mais, ela pode se formar pela dieta exagerada e até por deficiências hormonais. Isso acontece porque o organismo armazena gordura para os momentos em que necessita, causando essa formação.

Foto: reprodução

Os tratamentos para a gordura localizada

São vários os tratamentos para a redução e até eliminação da gordura localizada. Entre os mais comuns, são indicadas as seguintes e eficientes técnicas como aplicação de enzimas, ondas de choque como a realizada pelo equipamento Hygiapulse, criolipólise, massagens modeladoras, lipocavitação e carboxiterapia.

Como agem esses tratamentos para gordura localizada

É fato que a saúde e beleza da mulher precisa ter sempre uma manutenção adequada, bem como os já citáveis e vitais exercícios físicos, Mesmo assim, é possível combater a gordura localizada com algumas técnicas modernas, recentes e eficientes. Conforme indicação acima, é possível investir com segurança e resultados satisfatórios. Para isso, pode-se conferir que tratamento são esses e suas características.

A aplicação de enzimas: feita para ajudar na absorção da gordura localizada, neste simples procedimento cada resultado é visto a partir da primeira sessão;

No caso da criolipólise, a técnica emprega baixas temperaturas a fim de provocar a morte celular nas regiões a serem tratadas. Aliás, esse método é comprovado cientificamente, sendo eficaz e seguro, além de ter ótimos resultados a preços atrativos;

A técnica do pró-detox consiste numa massagem onde são combinados movimentos técnicos e cremes formulados para a redução das medidas locais. Ou seja, melhoram esteticamente o contorno corporal e revitalizam o metabolismo corporal;

As ondas de choque possuem um projétil que oscilam (através de onda eletromagnética, piezoelétrica ou hidráulica) e geram uma transmissão acústica de ondas focais causadas por um pulso de alta pressão em um curto espaço de tempo, medido em hertz (Hz). A maioria dos aparelhos apresenta uma frequência ajustável de até 22Hz, isso significa que no período de 1 segundo, ocorrem 22 oscilações do projétil. Também é possível ajustar o número de disparos e a energia (expressa em mili joules), que vai variar de acordo com a finalidade do tratamento.

Já a carboxiterapia, ela é conhecida por ser uma terapia baseada no uso de gás carbônico sobre o tecido gorduroso. Suas principais metas são oxigenar os tecidos, auxiliar nos retornos linfático e venoso do tecido além de promover a acidez que agita cada molécula de gordura.


Qual o tempo de duração de um tratamento contra a gordura localizada?

Apenas com uma exceção referente à criolipólise, feita a cada dois meses, os demais tratamentos são indicados até por três vezes semanais, embora o intervalo mínimo seja de um dia. Aliás, é sempre indicado a consulta com um profissional certificado para que cada sessão tenha o resultado desejado e a saúde, mantida sempre em alta.

Quais os cuidados após cada tratamento?

Como grande dica, assim que ocorrer uma sessão, apesar do inchaço local, cada procedimento não traz transtornos ou alterações corporais, deixando a volta à rotina com praticidade e livre de incômodos.

As causas da gordura localizada

Claro que hábitos como sedentarismo e dietas alimentares ruins são fatores para gerar o acúmulo de gordura nas mais variadas regiões corporais. Contudo, vale lembrar que tabagismo, uso de roupas apertadas e predisposição genética contribuem para muitos casos.

Dúvidas sobre a gordura localizada

De onde vem e como prevenir essa inimiga estética? Para saber mais sobre o tema, é possível conferir abaixo duas das maiores dúvidas relacionadas à gordura estética.

A ingestão de líquidos em refeições gera gordura localizada?

Claro que a ingestão de líquidos em excesso dilata o estômago e dificulta a digestão. Assim, o recomendado é apenas um copo médio.

Realizar jejum ajuda a reduzir a gordura localizada?

Infelizmente, não. Além da falta de nutrientes fazes mal à saúde, ficar muito tempo sem se alimentar faz o organismo desacelerar o processo de metabolismo e, assim, dificultar a queima de gordura. Assim, é preciso alimentar-se pelo menos a cada três horas.