Moda e Beleza

Carolina Dieckmann, Vivi Araujo e Flávia Alessandra entregam seus segredos de beleza

Atrizes estão na casa dos quarenta e continuam esbanjando corpão e simpatia

Agência O Globo

Leticia Spiller não é a única que parece se banhar numa fonte da juventude da vida real. Flávia Alessandra, Carolina Dieckmann e Viviane Araujo, suas colegas em “O sétimo guardião”, também chamam atenção por terem o tempo como um grande aliado e, já na casa dos “enta”, mostram-se muito mais bonitas do que aos 20 e poucos anos.

— Confesso que gosto muito mais do meu corpo, da minha beleza, depois que tive Davi (seu primogênito, hoje com 19 anos). Eu me acho mais bonita hoje. Na adolescência, eu era obesa. Era braço, peito, coxa gigantes. Gosto de ver meus ossos, a maçã do rosto, o braço ser mais fino, o peito menor. É a beleza de que gosto mais — afirma Carolina, a Afrodite da trama, recém-chegada aos 40.

Foto: reprodução / TV Globo

Se a sabedoria vem com a idade, a atriz passou com o tempo a fazer uso de uma prática para dar mais frescor à cútis:

— Aprendi a usar vitamina C no rosto, algo que não fazia antes. Além de tirar a maquiagem antes de dormir... E, há três meses, faço exercícios com um aparelho de remo. Não é uma atividade que machuca a articulação, é leve em todos os sentidos e, ao mesmo tempo, mexe muito com o corpo.

Sem neuras aos 44, Flávia afirma que idade nunca foi um problema. Muito menos a obrigatoriedade de estar sempre bela.

— Não sinto essa cobrança, não. Nunca tive uma busca frenética por essa juventude eterna. Acho que idade está na cabeça. As pessoas me acompanham há tantos anos e me veem, de fato, como eu sou, como eu era, como eu estou agora. Quando falam: “Você está parecendo irmã da sua filha (Giulia, de 18 anos)”, digo: “Não, eu sou mãe de duas meninas (ela também tem Olivia, de 8). Somos muito próximas, temos uma ligação forte, isso é saudável, mas eu sou mãe”. Não tenho crise com isso, tenho muito orgulho — diz a intérprete de Cássia.

E engana-se quem pensa que Flávia vive de dieta para manter o corpão:

— A vida inteira eu tive um equilíbrio, um cuidado, práticas de atividades físicas, alimentação balanceada... Mas não sou santa. Adoro comer fritura, coxinha, pastel... Como de tudo, adoro comida pesada! Claro que, com o tempo, o metabolismo muda, fica mais lento. Então, eu me policio. Fecho a boca ou corro mais.

Aos 43, Viviane se diverte dizendo que tem feito uso da água da fonte da novela para se manter com a aparência jovial. Brincadeiras à parte, a intérprete da Neide de “O sétimo guardião” garante que não se trocaria por duas de 20 anos.

— Estou numa fase ótima. E sempre me cuidei, treino, faço ginástica, musculação... Gosto de correr na praia por uns 40 minutos. Subo a Prainha e Grumari. E sem contar que na época do carnaval intensifico mais — conta a rainha de bateria do Salgueiro, que divide mais um segredo de beleza: — Nunca fico sem o protetor solar. Passo assim que acordo. Uso o fator de proteção 70 no rosto e gosto de usar com cor de base.