Moda e Beleza

Cuide-se diariamente: tudo que você precisa saber sobre a limpeza de pele

A limpeza de pele é uma boa forma de acelerar a resposta ao tratamento dermatológico de acne e espinha, conforme explica a dermatologista Ana Lísia Giudice

Revista ABM

A limpeza de pele é um dos procedimentos mais procurados em estética, principalmente por quem tem a pele oleosa com tendência para acne. Mas de acordo com os dermatologistas e esteticistas, fazer limpeza de pele é um procedimento recomendado para todos os tipos de pele, seja oleosa, normal, seca ou madura. O importante é procurar bons profissionais para avaliar e aplicar o procedimento corretamente. 

Veja os benefícios: 

• Regula o pH

• Diminui o excesso de oleosidade

• Remove células mortas

• Hidrata e tonifca

• Limpa os poros de forma profunda

• Remove cravos e espinhas em pele oleosa e mista

• Melhora a inflamação em peles acneica

• Deixa a pele com um aspecto mais saudável

• Melhora a autoestima

 

Acne e espinha

A limpeza de pele é uma boa forma de acelerar a resposta ao tratamento dermatológico de acne e espinha, conforme explica a dermatologista Ana Lísia Giudice, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, regional Bahia (SBD/BA). “Através da limpeza de pele, é possível extrair os comedões, que são os famosos cravos. Com isso, se consegue a retirada do excesso de sebo e oleosidade, evitando, assim, um ambiente propício para a proliferação da bactéria Propioniobacterium acnes, que tem grande responsabilidade no processo inflamatório que gera cravos e espinhas”.

A recomendação é que seja iniciada antes do tratamento tópico indicado pelo dermatologista. “Quem tem acne e espinha se beneficia da limpeza de pele quando feita antes do início do tratamento prescrito pelo dermatologista, quando for indicada por ele”, orienta a presidente da SBD/BA.

Quando começar 

De acordo com a dermatologista, a limpeza de pele pode começar ao surgirem as primeiras lesões de acne, o que geralmente acontece na puberdade.

De acordo com a esteticista Cristina Gomes, com 17 anos de experiência nesse e outros procedimentos, com cuidado e cautela até crianças podem fazer limpeza de pele quando for recomendado. “Tenho atendido muitas crianças na faixa de 10 e 11 anos. O importante é começar o tratamento o quanto antes”.

Limpeza de pele | Foto: reprodução / Revista ABM

Periodicidade

Para peles oleosas e acneicas, a limpeza de pele deve ser feita a cada 30 dias. Para as demais, a cada 2 ou 3 meses.

A esteticista recomenda também uma higienização com substâncias desincrustantes, calmantes e anti-inflamatórias a cada 15 dias, com um profissional de estética.

Cuidados

A esteticista indica alguns cuidados ao fazer limpeza de pele:  

• Usar produtos dermatologicamente testados e antialérgicos

• Não realizar o procedimento após depilação, lasers, ou com feridas e pele sensibilizada

• Não se expor ao sol sem proteção

• Mesmo quem tem oleosidade apenas na zona T (testa, nariz e queixo) é importante fazer todas as etapas da limpeza: higienização, esfoliação, emoliência com vapor ou máscara térmica para facilitar a retirada dos cravos e espinhas maduras, além de usar o aparelho de alta frequência que ajuda a cicatrizar, e finalizar com uma máscara calmante e cicatrizante por 10 ou 15 minutos.

Consultar um dermatologista primeiro

Caso haja queixa dermatológica o indicado é procurar um médico dermatologista antes de iniciar a limpeza de pele. De acordo com a Dra. Ana Lísia, essa é a recomendação mais acertada, uma vez que o especialista vai avaliar a pele e a melhor indicação quanto à necessidade da limpeza, a periodicidade e outras recomendações que forem necessárias. “É importante todos os cuidados para não deixar lesões e manchas por traumas na pele do paciente, e nem realizar ou prescrever medicações indevidamente”, alerta a médica.

É o que reforça também Cristina Gomes, destacando que a parceria entre dermatologista e esteticista é muito importante para que o resultado no tratamento seja mais rápido e eficaz.  “Eu prefiro que meus clientes sempre façam uma consulta antes com seu dermatologista para uma correta avaliação e encaminhamento”, orienta.

Contraindicação

De acordo com as especialistas, a limpeza de pele é contraindicada:

• Em casos de dermatoses que podem ser desencadeadas pelo trauma na pele. “Por isso a importância de ter um bom dermatologista para avaliar, e uma boa esteticista que saiba orientar corretamente”, alerta Dra. Ana Lísia. 

• Pele extremamente sensível, com herpes, feridas e recentemente tratadas com lazer, pellings e outros procedimentos dermatológicos. “Nesse caso, é recomendado uma pausa de 30 a 40 dias”, explica a esteticista.

• As gestantes precisam ter cuidado com certos tipos de ácidos, como o salicílico e o retinoico, que podem comprometer a formação do feto. Mas, tomando essa precaução, é bem indicada a limpeza de pele, já que gestantes não podem fazer tratamentos mais agressivos para a pele. “É recomendado a limpeza de pele para as gestantes que apresentem tendência à acne”, sugere a esteticista.