Moda e Beleza

De olho no rótulo: veja dicas para acertar na compra de produtos de beleza

Cuidado para não comprar produtos prejudiciais à saúde

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Será que você compra os produtos de beleza da forma correta? Escolhe os que realmente trazem benefícios? A professora dos cursos de Farmácia e Cosmética e Estética da UNIFACS, Cacilda Guimarães, explicou que é preciso ficar ligada (o) nos rótulos da embalagem. A especialista listou algumas dicas. Confira:

Foto: reprodução / Pixabay
1) Diferença entre vegano, orgânico ou natural: veganos são aqueles que não utilizam ingredientes de origem animal, como a cera de abelha, lanolina e carmim. Esses produtos também não são testados em animais.

Os orgânicos, por sua vez, são aqueles que utilizam ingredientes provenientes de uma produção orgânica, ecologicamente correta, sustentável e livre de agrotóxicos.

Já os naturais são os que não possuem aditivos químicos e sintéticos, ou seja, não possui nada desenvolvido em laboratório, de forma artificial.

2) Checar as informações: muitas vezes, um produto se apresenta como natural, vegano ou orgânico, mas no final das contas, não é bem assim. Por isso, vale estar atento às informações do rótulo.

“Um produto que se diz natural não deve ter (ou ter em quantidades limitadas) ingredientes sintéticos em suas formulações, por exemplo, prezando sempre por matéria-prima pura em formato de óleos e extratos naturais ou compostos derivados de matérias-primas naturais”, exemplifica Cacilda.

3) lista de ingredientes:
nos rótulos, os ingredientes que entram na composição do produto são listados daqueles em maior concentração para os que aparecem em menor quantidade.

"Desconfie se um cosmético alegar possuir vários compostos naturais como matéria-prima, mas esses ingredientes aparecerem no final da listagem na embalagem".

4) Substâncias tóxicas e nocivas: cuidado com substâncias que podem comprometer a saúde humana. Veja substâncias que são altamente tóxicas e devem ser evitadas:

- PEGs: amplamente usados em cosméticos como agentes espessantes, emulsificantes e solventes, podem causar irritações e sensibilizações em peles predispostas
 
- Triclosan:
frequentemente encontrado em desodorantes, cremes dentais, sabonetes líquidos ou em barra e produtos antiacne, pode provocar distúrbios endócrinos e alergias (pele, olhos e pulmões)
 
- Oxibenzona: comumente encontrado em protetores solares, esse ingrediente pode causar disfunção hormonal, além de alergias e sensibilidade à luz solar
 
- Silicone: geralmente utilizado como umectante e condicionante, pode tornar a pele opaca, obstruir os poros e interferir nos mecanismos de hidratação natural causando ressecamento, acne e reações alérgicas.

- Tolueno: frequentemente encontrado em esmaltes, é altamente irritante e tóxico para os sistemas respiratório, cardiovascular, renal, entre outros.


 
- Formol: usado como conservante e desnaturante, é comprovadamente cancerígeno além de prejudicial ao sistema respiratório.
 
- Alumínio: é frequentemente associado a danos no sistema nervoso.
 
- Parabenos: seus efeitos sobre a saúde ainda não são totalmente conhecidos, mas em estudos com tecidos retirados de tumores observou-se uma grande concentração dessa substância.