Moda e Beleza

Dermatite atópica: entenda sobre doença inflamatória e cuidados necessários para pele

Dr. Evandro Prado tirou principais dúvidas sobre doença crônica

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)

Nesta quinta-feira (23), é comemorado o Dia de Conscientização da Dermatite Atópica, doença inflamatória da pele, crônica e recidivante. Bastante caracterizado pela coceira intensa, que se agrava durante a noite, a doença pode começar em qualquer idade - mas, principalmente para crianças e adolescentes com histórico familiar de alergias respiratórias. Além do prurido, outras consequências são a secura da pele, perda de óleo, água e processo inflamatório.

Para sanar as principais dúvidas com relação a dermatite atópica, o Dr. Evandro Prado, Coordenador do Departamento Científico de Dermatite Atópica da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia (ASBAI), reuniu uma série de respostas sobre a doença.

  • A dermatite atópica é contagiosa?

"Não é contagiosa. A dermatite atópica é uma doença inflamatória da pele, consequência de vários fatores como a genética e o ambiente", afirmou.

  • Por que uma pessoa com DA tem tantas infecções na pele?

"As infecções cutâneas, principalmente por bactérias, são frequentes. Os estafilococos aureus são as bactérias que mais infectam a pele. Existem várias explicações, mas a mais importante é a falta de defesa ao nível da pele em algumas crianças. Eventualmente, infecções por fungos e vírus podem também estar presentes", explicou o Dr. Evandro.

  • O que é e como fazer o pijama molhado?

Indicado para casos moderados/graves, o médico acredita que o pijama molhado é uma alternativa interessante: "Como fazer isso? Passar o hidratante à noite e, às vezes, associado ao corticoide tópico, e vestir um pijama molhado que deve ficar até o dia seguinte pela manhã. Importante: É recomendável usar um pijama seco por cima do pijama molhado para diminuir a sensação de frio ou para dar algum aquecimento à pele. Costuma melhorar muito, mas deve ser sempre uma conduta orientada pelo médico que faz o acompanhamento do paciente".

  • É verdade que o paciente precisa ter cuidados diários com a pele? Quais são?

Devido a pele seca e com muita coceira, o doutor recomendou: "Usar roupas leves de algodão, evitar roupas colantes. Banhos mornos são permitidos e podem ser múltiplos, desde que se use hidratante logo após, com a pele ainda úmida. Explicar como é a doença e o que é preciso para controlá-la (adesão) é fundamental para o sucesso e a melhora do paciente".