Moda e Beleza

Dia Mundial do Cabelo Afro: como surgiu a data e rotina de cuidados para fios crespos

Rotina de tratamento, conhecido como cronograma capilar, consiste em três etapas: hidratação, nutrição e reconstrução

Redação iBahia (redacao@portalibahia.com.br)
- Atualizada em

O Dia Mundial do Cabelo Afro é celebrado no dia 15 de setembro, em homenagem aos cabelos naturais das pessoas negras, símbolo de cultura, resistência e história. Mas você sabe onde surgiu a data? Tudo começou nos Estados Unidos quando foi aprovada uma lei, no estado do Alabama, em que seria possível recusar a contratação de um funcionário usasse dreadlocks, para a vaga de uma empresa. A ativista Michelle De Leon liderou o movimento contra a ação racista e contou com o apoio do Escritório do Alto Comissário das Organizações das Nações Unidas (ONU) para os Direitos Humanos.

“Trabalhamos com famílias, escolas e autoridades para combater a discriminação contra cabelos afro. Realizamos pesquisas, criamos eventos e produzimos recursos para capacitar pessoas com cabelos afro e aumentar a conscientização da sociedade em geral”, escreveu Michelle no site oficial do World Afro Day.

  • Transição Capilar

Um tema bastante abordado nos últimos anos é a transição capilar, que consiste em interromper o uso de alisamentos e químicas no cabelo, para assumir os fios naturais. O processo não é nada fácil, mexe com a autoestima, além de demorar um tempinho - afinal, é necessário esperar o cabelo crescer para ver a curvatura original das madeixas tomando forma -, mas quando chega o dia do big chop, corte para retirar toda a química, a sensação de liberdade é real.

Segundo a co-fundadora da Abela Cosmetics, Thalyta Santos, manter uma rotina de tratamentos antes, durante e após a transição é fundamental para um crescimento saudável do cabelo: "O cronograma capilar oferece os nutrientes que os fios necessitam colaborando para a aceleração da transição, uma vez que os cabelos diminuem as quebras ressecamento e passam a ter aspecto mais saudável".

O cronograma capilar consiste em três etapas: hidratação, nutrição e reconstrução. Ao intercalar os cuidados da rotina conforme a necessidade do cabelo é possível obter fios saudáveis, mas lembre-se que cada cabelo é único, assim como cada cronograma. 

  • Como saber as necessidades das madeixas e organizar o cronograma capilar

Para um cronograma coerente com as demandas dos fios, Thalyta orientou realizar o teste de porosidade. "A prova consiste em colocar uma mecha de cabelo dentro de um copo de água e observar as reações. Se o fio flutuar, é preciso hidratá-lo. Se o fio não afundar completamente e também não flutuar (ou seja, o meio termo), é preciso nutrição. Se o fio afundar, o ideal é a reconstrução", revelou. 

Além disso, a co-fundadora da Abela Cosmetics indicou alguns ativos para ajudar na escolha dos produtos, de acordo com cada etapa. Confira:

Hidratação: o pantenol auxilia na vitalidade e crescimento dos fios, hidrata e melhora a textura e maciez. O aloe vera possui os mesmos benefícios e também previne a queda de cabelo.

Nutrição: a oliva reduz a queda, hidrata, nutre, estimula o crescimento e trata o couro cabeludo contra a caspa, além de reduzir pontas duplas e ajudar na retenção de umidade da fibra capilar. Já a manteiga de cupuaçu repõe a oleosidade, condiciona e hidrata os fios.

Reconstrução: a queratina vegetal e o óleo de argan recuperam a força dos fios, hidratam e trazem força e brilho. Os dois ativos também são capazes de fortalecer, proteger e renovar os fios quebrados e ressecados pela química.