Moda e Beleza

Excesso de químicas pode fazer o cabelo desintegrar; saiba como

Essas tendências são transformadas em objetivos de beleza buscados incessantemente e muitas vezes a qualquer custo

Redação Dino

Mudança, ansiedade e impaciência são palavras bastantes presentes no dia a dia de muitas mulheres. A correria cotidiana, os avanços tecnológicos dos últimos anos e as muitas tarefas diárias a serem cumpridas, contribuem para um comportamento cada vez mais imediatista, com reflexos expressivos na saúde do indivíduo, e claro, em escolhas nem sempre bem-sucedidas. Seguindo a cultura do consumo acelerado de informações, a moda apresenta tendências e determina padrões de beleza efêmeros, que podem mudar a cada estação do ano. Referência para muitas mulheres, essas tendências são transformadas em objetivos de beleza buscados incessantemente e muitas vezes a qualquer custo.

As transformações capilares fazem parte das mudanças mais buscadas para seguir tendências de moda, inúmeras pessoas hora querem ter cabelo liso, mudam de ideia e querem cabelos enrolados, seguem uma tendência e querem ser ruivas, enjoam e querem ser loiras, desistem do loiro e querem ter cabelos pretos, mas com novas tendências tornam a querer serem loiras, bombardeando seus cabelos de processos químicos e térmicos sem pensar nos estragos que tantas mudanças podem resultar. 

Existe um limite de danos que o cabelo pode aguentar. A estrutura capilar é bastante frágil, mesmo sem fazer químicas os cabelos sofrem desgastes naturais com a ação do sol, clima, etc. Portanto, qualquer processo de transformação capilar, seja ele de cor ou estrutura, afeta a saúde dos fios, sendo necessário algum tratamento repositor de nutrientes para que ele não se deteriore. Muitas vezes o cabelo não aparenta estar tão necessitado de nutrientes, somente quando outra química é feita nesse cabelo, o dano fica realmente visível, porém quando acumulados, os danos podem deixar os cabelos elásticos e levar até à desintegração dos fios, o temido corte químico.

Outra causa muito grave de desintegração dos cabelos é a incompatibilidade química de processos feitos nos fios, por isso é crucial a avaliação e orientação de um profissional cabeleireiro para verificar a possibilidade de fazer ou não determinados processos de transformações. O cabelo é composto principalmente de queratina, esta é composta por proteínas e as proteínas por aminoácidos. Com os processos químicos essas substâncias são removidas gradualmente dos cabelos, e é justamente isso que o torna frágil.