Moda e Beleza

Forever 21 é acusada de plagiar camiseta feminista de grife independente

Gigante de fast fashion usou mesma frase concebida por marca americana

Agência O Globo
A gigante de fast fashion Forever 21 está sendo acusada de plágio novamente. Desta vez, no entanto, a acusação ainda envolve a causa feminista. Isso porque a rede varejista teria copiado uma camiseta da grife independente Wildfang de apoio à luta pelos direitos das mulheres.
Usada por celebridades como St. Vincent, Sophia Bush, Kate Mara e Ellen Page, a camiseta com os dizeres "Wild feminist", ou "feminista selvagem", tinha parte de seu lucro destinado a instituições que defendem mulheres nos Estados Unidos, como a Planned Parenthood e a ACLU.

"Quando você rouba essa camiseta, você não está roubando apenas de nós, você também está tirando dinheiro da Planned Parenthood e da ACLU, porque 10% de todos os produtos que fazemos vão diretamente para eles", argumentou a CEO da Wildfang, Emma Mcilroy, ao site "Refinery29".
A camiseta original custa US$ 40, enquanto a versão da Forever 21 sai por US$ 10,90. A diferença de preço entre as duas peças também foi questionada pela CEO da Wildfang: "Eu adoraria saber quanto cada um nessa cadeia de produção recebeu, porque nós pagamos muito acima no salário mínimo para todo mundo na minha empresa. Eu não sei como você faz um produto desse tipo — eticamente e de forma sustentável — por dez pratas", afirmou.
Não é a primeira vez que a Forever 21 é acusada de plagiar concorrentes. A marca de artigos esportivos Alala e a grife de joias Sorelle já fizeram acusações semelhantes. Além disso, a varejista ainda enfrenta um processo contra a Gucci e a Adidas em torno do uso de listras em alguns produtos.