Moda e Beleza

Nova campanha de beleza gera revolta em pais e professores

'Esqueça a aula, não o corretivo', diz anúncio

Agência O Globo

'Esqueça a aula, não o corretivo', diz o anúncio da marca de beleza Benefit que tem provocado a revolta de pais e professores. Voltada para jovens, a campanha publicitária apresenta uma menina sonolenta ao lado de um despertador e de uma pilha de livros escolares.

Numerosos pais irritados criticaram a marca nas redes sociais e apelam para que ela reconsidere a campanha.

Foto: Reprodução/Twitter
Em entrevista ao jornal britânico "Daily Mail", o professor Josh Key, de Perth, na Escócia, afirma que o anúncio diz às meninas que elas "só precisam ser bonitas": "Achei a mensagem ser muito irresponsável. Eu sinto que, constantemente, dizemos a meninos e jovens sobre a importância de serem fortes ou inteligentes, ou criativos, bem-educados e altamente qualificados, e por outro lado, dizemos às garotas que eles só precisam ser bonitas", completou.

A cientista de dados Hayley Fenton, que também trabalha na educação, entrou em contato com Benefit, e, segundo ela, a marca disse que teria a posição dela em mente para futuros anúncios. Já a multimarcas Debenhams, que exibia o anúncio em sua vitrine, disse que iria retirar a peça.

"Eu só pensei "quem aprovou esta campanha?" "É tão importante que as mulheres sejam incentivadas a fazer o seu melhor em coisas. Há alguma imagem negativa ali", afirmou Hayley ao "Daily Mail".

Os usuários de redes sociais se juntaram para aumentar a pressão sobre a Benefit. A blogueira Amy Treasure, escreveu: "Este tipo de propaganda já não tem mais apelação, está desatualizado".

Um porta-voz da Benefit Cosmetics disse: "Nós entendemos como isso pode ter sido retirado do contexto; A intenção nunca foi causar ofensa e nos arrependemos se ela tiver [causado]. Saiba que valorizamos todos os níveis de educação e pedimos desculpas por qualquer comunicação que não tenha refletido isso". A Debenhams não respondeu ou confirmou se eles removeram o anúncio.